Governo transfere para CNPE competência para fixar teor de etanol anidro na gasolina
Agro

Governo transfere para CNPE competência para fixar teor de etanol anidro na gasolina

Governo transfere para CNPE competência para fixar teor de etanol anidro na gasolina

SÃO PAULO (Reuters) – O governo publicou nesta sexta-feira um decreto transferindo ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) a competência para fixar a mistura de etanol anidro na gasolina C comercializada no país.

Anteriormente, a determinação do teor de mistura de etanol na gasolina estava delegada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, mas condicionada à aprovação do Conselho Interministerial do Açúcar e do Álcool (CIMA) –órgão que acabou extinto por decreto, em 2019.

“Considerando que as políticas para produção e uso de etanol combustível estão alinhadas às do Conselho Nacional de Política Energética, com a medida transfere-se a delegação para fixação do percentual de mistura de etanol anidro vigente para o órgão máximo de deliberação da Política Energética Nacional, da mesma forma como já acontece com o biodiesel”, diz o comunicado divulgado pelo Ministério de Minas e Energia.

O etanol anidro é misturado em toda a gasolina comercializada no país na proporção de 27% em volume. Pela lei, o teor deve ser fixado pelo Poder Executivo entre 18% e 27,5%.

O decreto publicado nesta sexta-feira também alterou a composição do CNPE, que agora passa a ter como integrante o Secretário Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República

Já compõem o CNPE os ministros de Minas e Energia, Casa Civil, Relações Exteriores, Economia, Infraestrutura, Agricultura, Ciência e Tecnologia, Meio Ambiente, Desenvolvimento Regional e Gabinete de Segurança Institucional, além do presidente da Empresa de Pesquisa Energética.

(Por Letícia Fucuchima)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI0D0ND-BASEIMAGE

To Top