Business

Vendas de automóveis nos EUA devem cair em janeiro com estoque reduzido e preços mais altos

Vendas de automóveis nos EUA devem cair em janeiro com estoque reduzido e preços mais altos

Por Kannaki Deka

(Reuters) – As vendas de automóveis no segmento varejista dos Estados Unidos devem cair em janeiro, já que a fabricação reduzida devido à variante Ômicron, às restrições na cadeia de suprimentos e à inflação global provocaram uma disparada nos preços em meio à alta demanda, disseram as consultorias JD Power e LMC Automotive.

As vendas varejistas de veículos novos podem cair 8,3%, para 828.900 unidades, em relação a um ano antes, informou um relatório divulgado pelas consultorias nesta quarta-feira.

“O volume de veículos novos entregues às concessionárias em janeiro foi insuficiente para atender à forte demanda do consumidor, resultando em um ritmo de vendas significativamente reduzido”, disse Thomas King, presidente da divisão de dados e análise da JD Powers.

A atividade no setor privado dos EUA cresceu em seu ritmo mais lento em 18 meses em janeiro, com um salto em infecções por Covid-19 durante o inverno norte-americano piorando o cenário de escassez de trabalhadores nas fábricas, embora a demanda permanecesse forte.

As vendas totais de veículos novos para janeiro de 2022, incluindo transações de varejo e não varejo, devem atingir 932.099 unidades, queda de 15,6% em relação a um ano antes.

“O início de 2022 enfrenta o risco de uma infinidade de fatores que afetam o mercado há vários meses. A adição de preocupações geopolíticas, com um potencial conflito Rússia-Ucrânia, está impondo risco econômico adicional”, disse Jeff Schuster, presidente de operações nas Américas e da área de previsões globais de veículos na LMC Automotive.

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI0P0PH-BASEIMAGE

To Top