Economia

Vendas pendentes de moradias nos EUA caem em dezembro pelo segundo mês seguido

Vendas pendentes de moradias nos EUA caem em dezembro pelo segundo mês seguido

WASHINGTON (Reuters) – Os contratos para compra de moradias usadas nos Estados Unidos caíram pelo segundo mês consecutivo em dezembro, em meio a um estoque em mínima recorde.

A Associação Nacional de Corretores de Imóveis (NAR, na sigla em inglês) informou que seu Índice de Vendas Pendentes de Moradias, com base em contratos assinados, caiu 3,8% no mês passado, a 117,7. As vendas pendentes caíram em todas as quatro regiões dos EUA.

Economistas consultados pela Reuters previam que os contratos, que normalmente se tornam vendas depois de um mês ou dois, cairiam 0,2%. As vendas pendentes tiveram declínio de 6,9% em dezembro ante o mesmo período em 2020.

“As vendas pendentes de moradias diminuíram no final de 2021, já que a menor oferta de moradias oferecia aos consumidores bem poucas opções”, disse Lawrence Yun, economista-chefe da NAR.

A escassez aguda de moradias usadas no mercado está prejudicando as vendas. Apesar do aumento das taxas de hipoteca, que junto aos altos preços das residências estão reduzindo a acessibilidade, a demanda por moradias deve permanecer forte neste ano.

“O mercado provavelmente sofrerá uma pequena redução nas vendas, já que as taxas de hipoteca continuam subindo”, disse Yun.

Em 2021, 6,12 milhões de moradias usadas foram vendidas no total, o maior número desde 2006 e um salto de 8,5% em relação a 2020.

O Federal Reserve disse na quarta-feira que deve começar a aumentar os juros em março para domar a inflação alta.

(Por Lucia Mutikani)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI0Q0TA-BASEIMAGE

To Top