Asia

Ações da China fecham em mínima de 16 meses antes de Ano Novo Lunar

Ações da China fecham em mínima de 16 meses antes de Ano Novo Lunar

O mercado acionário da China fechou em mínimas de 16 meses nesta sexta-feira, ampliando as perdas mesmo depois que jornais estatais e mutual funds tentaram acalmar os investidores após forte liquidação na sessão anterior devido a preocupações com um aperto monetário mais rápido nos Estados Unidos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 1,21%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,97%.

Na semana, o CSI300 recuou 4,5%, maior queda desde agosto de 2021, enquanto índice de Xangai teve o maior declínio semana em 11 meses, de 4,6%.

Os mercados da China ficarão fechados a partir de 31 de janeiro para o feriado de uma semana do Ano Novo Lunar.

Jornais estatais escreveram em editorais, citando especialistas, que os riscos internacionais só podem ter um impacto limitado sobre a China.

Ao mesmo tempo, uma série de mutual fundos chineses comprou seus próprios produtos, em esforços para aliviar o nervosismo do investidor após as ações atingirem mínimas em quase 16 meses na quinta-feira.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 2,09%, a 26.717 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,08%, a 23.550 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,97%, a 3.361 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,21%, a 4.563 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 1,87%, a 2.663 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX permaneceu fechado.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,42%, a 3.246 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 2,19%, a 6.988 pontos.

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI0R0EH-BASEIMAGE

To Top