Canada

Polícia do Canadá alerta caminhoneiros para deixar Ottawa, governo culpa extremistas

Polícia do Canadá alerta caminhoneiros para deixar Ottawa, governo culpa extremistas

A polícia da capital canadense, Ottawa, começou nesta quarta-feira a alertar os caminhoneiros que bloqueiam o centro da cidade que eles devem sair ou serão presos, parte de uma repressão prometida para encerrar um protesto de três semanas contra as restrições da Covid.

O ministro federal da Segurança Pública, Marco Mendicino, culpou grupos extremistas por ajudar a organizar protestos em Ottawa e nas passagens de fronteira para os EUA, e repetiu sugestões de que alguns queriam derrubar o governo liberal.

A polícia da província de Alberta prendeu esta semana 13 pessoas ligadas a um bloqueio na fronteira na cidade de Coutts e apreendeu armas. Quatro membros do grupo foram acusados ​​de conspiração para cometer assassinato.

Vários dos indivíduos em Coutts têm fortes laços com uma organização de extrema-direita com líderes que estão em Ottawa, disse Mendicino a repórteres.

“O que estamos começando a ver agora são as marcas de uma organização sofisticada de um pequeno número de indivíduos, mas com uma determinação de aço, impulsionada por uma ideologia extrema que buscaria agir para derrubar o governo”, disse ele.

O primeiro-ministro Justin Trudeau invocou na segunda-feira a Lei de Emergências pouco usada, dando ao governo liberal mais poderes para encerrar o protesto.

A polícia de Ottawa também começou a multar algumas das centenas de veículos que bloqueavam o centro da cidade.

“Vocês precisam sair da área agora. Qualquer um que bloqueie as ruas … (está) cometendo um crime e vocês podem ser presos”, diziam panfletos distribuídos pela polícia aos caminhoneiros.

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI1F162-BASEIMAGE

To Top