Agro

Algodão salta 4% na ICE com forte demanda da China

Algodão salta 4% na ICE com forte demanda da China

Por Ashitha Shivaprasad

(Reuters) – O algodão subiu 4% na ICE para sua máxima em mais de uma semana nesta sexta-feira, impulsionado pelas expectativas de forte demanda pela fibra natural do principal consumidor, China.

O contrato mais ativo do algodão para maio avançou 4,14 centavos de dólar, ou 3,54%, para 121 centavos de dólar por libra-peso, por volta das 15h30 no horário de Brasília.

O planejador estatal da China disse que emitiu uma cota de 400 mil toneladas para importações de algodão com uma tarifa decrescente.

É difícil dar uma causa específica para a mudança, mas o anúncio da China sobre a liberação da cota de importação parece ter dado um impulso para o algodão subir mais, disse Bailey Thomen, consultor de gerenciamento de risco de algodão do StoneX Group.

Para o algodão, muito dependerá de como a temporada de plantio está se moldando, pois enfrenta desafios como a seca no oeste do Texas, custos mais altos de insumos, luta pela área cultivada contra safras alimentares e escassez de fertilizantes, disse Peter Egli, diretor de gestão de risco do comerciante britânico Plexus Cotton, em nota de quinta-feira.

tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI2A15T-BASEIMAGE

To Top