Business

Oscar enfrenta momento decisivo para aumentar audiência

Oscar enfrenta momento decisivo para aumentar audiência

Três comediantes mulheres dividirão as funções de apresentadora, os fãs escolherão dois prêmios e alguns discursos serão gravados antes da transmissão ao vivo.

Isso faz parte do plano para agitar a transmissão do Oscar deste ano, que enfrenta um teste crucial no domingo para tentar se recuperar da baixa audiência do ano passado.

Depois de ficar sem apresentador desde 2019, o mais recente Oscar traz três: as comediantes Amy Schumer, Regina Hall e Wanda Sykes. É a primeira vez que um trio feminino vai apresentar a cerimônia, cada uma trazendo seu próprio senso de humor.

“Já estamos começando com três vaginas”, disse Hall em entrevista. “Acho que três mulheres no palco já realçam, então acho que estamos começando muito bem.”

A estrela de “Descompensada” Schumer descreveu seu estilo como “maldoso” e disse que está pronta para provocar o público da primeira fileira. “É por isso que estamos aqui, só para podermos jogar uns contra os outros”, brincou ela em um vídeo divulgado pela emissora ABC.

Ao mesmo tempo, o produtor Will Packer promete que o 94º Oscar irá celebrar filmes em torno do tema “Movie Lovers Unite”. Alguns apresentadores, incluindo o skatista Tony Hawk e o rapper Sean Combs, vêm de fora da indústria cinematográfica, um sinal de que o show não é apenas para cinéfilos.

Em seu auge, o Oscar reinava como um programa imperdível na TV –mais de 55 milhões de telespectadores dos EUA assistiram ao megahit “Titanic” conquistar as premiações em 1998.

No ano passado, quando a pandemia de Covid-19 levou os organizadores a transferirem a cerimônia para uma estação de trem com público limitado e sem apresentações musicais, a audiência caiu para 10,4 milhões na ABC, que tem direitos de transmitir o evento até 2028.

tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI2N0UA-BASEIMAGE

To Top