Asia

Ações da China fecham em baixa em por dados fracos em meio a surtos de Covid-19

Ações da China fecham em baixa em por dados fracos em meio a surtos de Covid-19

As ações da China fecharam em baixa nesta quinta-feira, após dados mostrarem que a atividade nos setores industrial e de serviços do país entrou em território negativo em março, o que levantou preocupações sobre o impacto das novas restrições contra a Covid-19 na economia.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu caiu 0,74%, enquanto o índice de Xangai teve baixa de 0,44%.

O índice Hang Seng de Hong Kong recuou 1,06%, enquanto o China Enterprises Index perdeu 1,1%.

A atividade nos setores industrial e de serviços da China contraiu simultaneamente em março pela primeira vez desde o ápice do surto de Covid-19 no país em 2020, ampliando a urgência de mais intervenção para estabilizar a economia.

A segunda maior economia do mundo agora corre o risco de desacelerar com força conforme as autoridades restringem a produção e a mobilidade em cidades afetadas pela Covid, incluindo Xangai e Shenzhen.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,73%, a 27.821 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,06%, a 21.996 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,44%, a 3.252 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,74%, a 4.222 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,40%, a 2.757 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,27%, a 17.693 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,99%, a 3.408 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,20%, a 7.499 pontos.

tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI2U0JS-BASEIMAGE

To Top