Economia

Mester, do Fed, diz que inflação precisa recuar por vários meses antes de haver garantia de pico

Mester, do Fed, diz que inflação precisa recuar por vários meses antes de haver garantia de pico

WASHINGTON (Reuters) – A inflação precisará arrefecer por “vários meses” antes que autoridades do Federal Reserve possam concluir com segurança que ela atingiu seu pico, disse a presidente do Fed de Cleveland, Loretta Mester, nesta sexta-feira, acrescentando que estaria pronta para considerar um aumento mais intenso dos juros na reunião do Fed de setembro se os dados não mostrarem melhora.

“Os riscos para a inflação permanecem fortemente inclinados para cima, especialmente em meio à guerra contínua na Ucrânia e ao potencial de que a política de Covid zero na China perturbe ainda mais as cadeias de suprimentos. Precisarei ver meses de leituras sustentadas de inflação para baixo antes de concluir que a inflação atingiu o pico”, disse Mester em comentários a um fórum de política monetária.

Com amplo apoio a aumentos de juros de 0,5 ponto percentual nas reuniões de junho e julho do Fed, Mester disse que este outono (no Hemisfério Norte) será um momento crucial para avaliar se a alta dos preços está arrefecendo ou não em relação à taxa atual, a mais forte em 40 anos. Segundo ela, o Fed ajustará o ritmo de elevação dos custos dos empréstimos em conformidade com o comportamento da inflação.

“Se até a reunião de setembro as leituras mensais de inflação fornecerem evidências convincentes de que a inflação está caindo, então o ritmo dos aumentos de juros pode desacelerar, mas, se a inflação não moderar, então um ritmo mais rápido de elevação dos juros pode ser necessário”, disse Mester.

(Por Howard Schneider)

tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI4C0P9-BASEIMAGE

To Top