Últimas Notícias

Renata Regina se diz única candidata de esquerda e critica Zema e Kalil

portalmixvalegoogle

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) – A pré-candidata ao Governo de Minas Gerais Renata Regina (PCB) fez críticas ao atual governador Romeu Zema (Novo) e a Alexandre Kalil (PSD), favoritos nas pesquisas de intenção de voto. Em sabatina da Folha de S.Paulo e do UOL nesta sexta-feira (13), ela afirmou ser a única proposta de esquerda no estado e disse desaprovar o apoio de setores da esquerda à candidatura de Kalil.

No cenário nacional, Renata também se disse contrária à frente ampla de centro-esquerda liderada pelo PT. Segundo ela, é inaceitável construir alianças com setores da direita que ela considera serem contrários às pautas dos trabalhadores.

“Nós não temos condições de participar de uma frente amplíssima, chamando Geraldo Alckmin, que é um inimigo da classe trabalhadora. Por isso que a gente entende a necessidade de apresentar uma candidatura de esquerda de fato, com a camarada Sofia Manzano.”

Segundo Renata, as alianças estabelecidas pelo PT são contrárias aos propósitos defendidos pela esquerda e pelo PCB.

“Uma aliança entre Lula e Alckmin não é só uma aliança com um propósito de defender a democracia. Está dando um recado claro para a classe dominante, para a burguesia brasileira, que tem interesse em continuar mantendo os seus recordes de lucro”, afirmou.

“Quando você opta por fazer uma aliança com um campo mais ao centro, um campo mais à direita, você está abrindo mão de uma série de questões programáticas que para nós do Partido Comunista Brasileiro são inegociáveis.”

Questionada sobre a polarização entre o Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), acerca de qual deles traria mais riscos à democracia, a candidata do PCB disse que os ataques à democracia começaram ainda nos governos do PT.

“A gente está muito cansado de ter que seguir por essa caminho de escolher qual é o menos pior, qual é o menos prejudicial. A gente entende que o PT talvez seja menos pior, mas independente de qual for o resultado eleitoral, a gente vai continuar nas ruas fazendo essa defesa intransigente da democracia.”

De acordo com Renata, o governo de Romeu Zema é ultraliberal e está facilitando os processos de privatização das estatais mineiras.

“Estamos abrindo mão de todos esses recursos que estão sendo deixados para a iniciativa privada. A gente não pode deixar que a principal fonte de arrecadação de receita do estado seja a exportação de commodities. A gente precisa ter um parque tecnológico e precisamos investir em educação.”

Renata também disse ser contrária ao licenciamento da mineração na Serra do Curral, concedido pelo governo estadual à mineradora Tamisa no dia 30 de abril.

Em relação à mineração, ela relembrou as tragédias ocorridas com rompimentos de barragens em Mariana e Brumadinho.

“A gente teve aqui no estado os maiores crimes ambientais da história desse país. Multa e indenização não é responsabilizar quem estava ciente da possibilidade iminente de acontecer o que aconteceu. Foram 19 vidas em Mariana e mais de 270 em Brumadinho, além do impacto no acesso à água e à saúde de uma grande população.”

Uma das propostas de Renata Regina para a questão é o processo de estatização das mineradoras. “Nosso patrimônio e nossos bens estratégicos não podem ser ditados de acordo com os interesses do capital internacional, que não vai atuar em defesa dos nossos interesses”, disse.

Renata falou sobre as chamadas pautas identitárias. Segundo ela, para além da representatividade na política, é importante que as pessoas eleitas estejam comprometidas com as causas.

“Esse discurso de minoria é um discurso que a gente precisa combater. Mulheres são maioria da população, a maioria da população é negra. Não podemos deixar reduzir as coisas a identitarismo e virar mais uma arma a ser usada contra nós.”

SABATINAS CONFIRMADAS NO RJ

16.mai

10h – Felipe Santa Cruz (PSD) – 16/5 – 10h

18.mai

10h – Rodrigo Neves (PDT)

16h – Anthony Garotinho (União Brasil)

19.mai

10h – Eduardo Serra (PCB) ​

20.mai

10h – Marcelo Freixo (PSB)

16h – Cláudio Castro

DEMAIS SABATINAS

Semana de 23/5 – BA

Semana de 30/5 – PR

Semana de 6/6 – RS

Semana de 13/6 – PE

Semana de 20/6 – CE

DEBATES COM CANDIDATOS AO GOVERNO DE SP

1º turno – 19/9, às 10h

2º turno – 20/10, às 10h

To Top