Últimas Notícias

Atlético-MG bate Atlético-GO e volta a vencer após 4 jogos no Brasileiro

portalmixvalegoogle

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) – Após viver um momento de instabilidade no Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG fez as pazes com a vitória neste sábado (14), diante do Atlético-GO, no Independência, pela 6ª rodada da competição. Os mineiros bateram os goianos por 2 a 0, com gols marcados por Marlon Freitas, contra, e Hulk.

Com o resultado, o Atlético-MG chegou a 12 pontos na competição e assumiu a segunda colocação provisoriamente. Isso porque o Galo pode perder posições com o decorrer dos demais jogos da rodada. Já o Atlético-GO está estacionado com três pontos e dentro da zona de rebaixamento. Se o Fortaleza vencer o Botafogo na rodada, o Dragão cairá para a última posição na tabela.

O Galo volta a campo na próxima quinta-feira (19) contra o Independiente del Vale, pela 5ª rodada da fase de grupos da Libertadores. O Alvinegro lidera a chave com oito pontos. Já o Dragão enfrenta o Antofagasta, na terça-feira (17) pelo grupo F da Sul-Americana, em que lidera com nove pontos.

Primeiro tempo:

O primeiro tempo foi de domínio total das ações do Atlético-MG. Jogando diante de sua torcida, o Galo rodeou a área dos goianos durante todo o tempo, até que abriu ao placar aos 13 minutos. O escanteio foi cobrado pela esquerda, Nathan Silva desviou na primeira trave, e Marlon Freitas mandou para o próprio gol. O Galo seguiu insistindo e, aos 35, Jair fez boa jogada, finalizou, e exigiu uma boa defesa de Ronaldo.

Segundo tempo:

O Atlético-GO voltou com uma postura um pouco diferente para a segunda etapa. Com uma marcação um pouco mais forte e mais faltoso, o time goiano se lançou também um pouco mais ao ataque tentando buscar o empate. No entanto, as chances claras de gol demoraram a surgir. Aos 22, Nacho partiu na velocidade, bateu e Ronaldo defendeu sem dar rebote. O Atlético seguiu atacando e, aos 27, Hulk mandou para o fundo das redes. Ele tentou, Ronaldo defendeu, Nacho ficou com a sobra e devolveu novamente no atacante, que não perdeu. Hulk, aos 35, cobrou falta e exigiu outra boa defesa de Ronaldo que buscou no ângulo.

Azar do capitão

O volante Marlon Freitas não teve sorte no lance do primeiro gol do Atlético-MG. O capitão da equipe goiana mandou para o próprio gol após desvio de Nathan Silva na cobrança de escanteio. No intuito de cortar o lance, o atleta esticou o pé direito. A bola chegou a bater no goleiro Ronaldo antes de entrar.

Choro de Keno

O atacante Keno sentiu um incômodo na coxa na reta final do primeiro tempo, mas seguiu em campo. O time foi para o intervalo, o jogador voltou para a segunda etapa, mas em uma tentativa de arranque sentiu novamente a lesão muscular. O jogador deixou o campo para a entrada de Ademir e foi flagrado chorando no banco de reservas.

Fim do jejum

Com a vitória diante dos goianos, o Atlético-MG encerrou um jejum de quatro jogos seguidos sem vencer no Campeonato Brasileiro. O time vinha de três empates e uma derrota. Na rodada passada, o Galo ficou na igualdade com o Bragantino, em jogo antecipado da 7ª rodada. Por outro lado, o Atlético-GO segue sem vencer na competição, somando três empates e três derrotas.

Alívio para o Turco

O resultado positivo fez com que o Galo melhorasse na tabela, mas também serviu para conter a pressão que se inicia sobre o trabalho do técnico Tony Mohamed. Apesar de demonstrar tranquilidade mesmo com o momento instável que o time atravessa, o treinador passou a ter o desempenho questionado por parte da torcida. No estádio, com o Galo na frente desde o primeiro tempo, as maiores manifestações foram de apoio ao Galo.

*

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2 X 0 ATLÉTICO-GO

Motivo: 6ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Data e horário: 14 de maio de 2022, às 19h (de Brasília)

Árbitro: Anderson Daronco (FIFA – RS)

Auxiliares: Rafael da Silva Alves (FIFA – RS) e Michael Stanislau (FIFA – RS)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Cartões amarelos: Nathan Silva (Atlético-MG) Gustavo Baralhas e Léo Pereira (Atlético-GO)

Gols: Marlon Freitas, aos 13 minutos do primeiro tempo (contra) e Hulk, aos 27 minutos do segundo tempo (Atlético-MG)

ATLÉTICO-MG: Everson; Guga, Nathan, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan (Otávio), Jair, Zaracho (Calebe) e Nacho (Rubens); Keno (Ademir) e Hulk (Eduardo Saha). Técnico: Tony Mohamed.

ATLÉTICO-GO: Ronaldo; Hayner, Edson Felipe, Ramon e Jefferson; Gabriel Baralhas, Marlon Freitas e Edson Fernando (Luiz Fernando); Shaylon (Diego Churín), Léo Pereira (Lucas Lima) e Wellington Rato (Airton). Técnico: Umberto Louzer.

To Top