Últimas Notícias

Ida do vôlei diz que gerou climão na seleção brasileira por posar nua

portalmixvalegoogle

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A ex-jogadora de vôlei Ida Álvares, hoje com 57 anos, afirmou que gerou climão na seleção brasileira quando foi capa da revista Playboy na edição brasileira de número 254, em setembro de 1996 — logo após as Olimpíadas de Atlanta, nos Estados Unidos, onde o Brasil tinha ficado com a medalha de bronze.

“Nas viagens com a seleção, a gente sempre ouvia: ‘A Leila recebeu convite para posar nua… Não, foi a Ana Paula…’. Depois diziam que tinha sido a Fernanda Venturini. Elas não queriam aceitar, e eu, a mais velha do grupo, pensava: Quanta besteira. Quem me dera se me chamassem, ganhar uma grana”, lembrou em entrevista ao canal do Youtube ‘Clube da VIP’.

“Sei que teve fofoca e criou um climão na seleção. Para mim, não mudou nada, não mudou minha essência. Cada um ficou com sua conclusão. Sei de algumas histórias, do auê que foi. Eu fiz e pronto. Se gostou ou não gostou, se sentiu dor de cotovelo, não quero saber. Está tudo certo”, acrescentou.

Com o cachê do ensaio, Ida comprou seu primeiro apartamento na época. Ela reconhece que as fotos poderiam ter ficado melhores, mas justificou que não tinha experiência como modelo.

“Eu não era modelo, fiz o que deu para fazer. Sei que poderia ter ficado melhor, mas eu não tinha experiência com foto”, disse.

Ida está vivendo em Portugal há três anos e é uma embaixadora do beach tênis, esporte que mistura o tênis tradicional, vôlei de praia e badminton, que vem crescendo em vários países últimos anos. Apesar disso, ela afirma que seu sonho está muito longe do esporte.

“Cheguei a dar aulas de vôlei de praia no Brasil depois de me aposentar das quadras, mas acabei me apaixonando beach tênis. Dou aulas em Portugal, mas meu sonho é um patrocínio para viajar com um trailer e meu cachorro para levar esse esporte para várias cidades e países, começando por onde moro hoje”, concluiu.

To Top