Bancos

Dinheiro esquecido: Quando herdeiros têm acesso aos valores nos bancos?

Saque do FGTS: Consulta começa hoje. Vale a pena sacar?
rafapress/Shutterstock.com

Dinheiro esquecido: Quando herdeiros têm acesso aos valores nos bancos? As famílias e herdeiros de correntistas que morreram poderão resgatar valores esquecidos em instituições financeiras. Segundo o Banco Central, ainda serão divulgados os procedimentos a ser seguidos por terceiros legalmente autorizados que querem pedir o saque de valores. A orientação valerá para herdeiros, procuradores, tutores, curadores, inventariantes e responsáveis por menores não emancipados.

Desde esta segunda-feira (7), pessoas e empresas que têm valores a receber esquecidos em instituições financeiras já podem saber a quantia e agendar o saque. O calendário é escalonado, de acordo com a data de nascimento ou abertura da empresa. Nesta semana serão beneficiados os nascidos antes de 1968 e empresas abertas antes dessa data

O serviço por meio do SVR (Sistema Valores a Receber), do Banco Central, abriu as consultas em 14 de fevereiro, para que se pudesse verificar se havia valores em contas bancárias. Agora será possível fazer a consulta para saber qual é o valor e agendar o resgate.

A primeira etapa prevê 28 milhões de pessoas e empresas com dinheiro a receber, num total de R$ 3,9 bilhões. A segunda etapa deve começar em 2 de maio, com mais R$ 4,1 bilhões para serem resgatados.

No caso de existência de saldos residuais em instituições financeiras, o próprio site informa data e horário de retorno para agendar a retirada. Para isso, é preciso ter conta nível prata ou ouro do portal gov.br, que demandam mais autenticações, como reconhecimento facial e autorização via aplicativo. Fonte R7

To Top