Benefícios

Golpes aplicados na Prova de Vida realizada pelo INSS podem ser evitados?

Saiba quanto os autônomos e MEIs vão pagar de contribuição ao INSS neste ano
(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Golpes aplicados na Prova de Vida realizada pelo INSS podem ser evitados? O INSS ressalta que a prova de vida está suspensa neste ano. Por isso, qualquer contato que informe sobre a necessidade de fazer o procedimento e peça o envio de documentos é golpe na certa.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informa que golpistas estão se aproveitando das mudanças nas regras da prova de vida para tentar obter dados pessoais dos beneficiários.

Em fevereiro, o INSS publicou portaria com as novas regras para a prova de vida. Os segurados não precisarão mais sair de casa para comprovar que têm direito ao benefício. O instituto passará a usar bases de dados públicos e atos como votação nas eleições e vacinação para fazer o procedimento.

A prova de vida é obrigatória para aposentados, pensionistas e para quem recebe benefícios do INSS por meio de conta corrente, poupança ou cartão magnético. O procedimento serve para evitar fraudes e garante a manutenção do pagamento.

Essas mudanças serão implementadas até o dia 31 de dezembro deste ano. Até lá, não haverá bloqueio de pagamento por falta da comprovação de vida. A iniciativa terá impacto sobre 36,4 milhões de beneficiários, dos quais 5 milhões têm mais de 80 anos de idade.

O INSS ressalta que a prova de vida está suspensa neste ano. Por isso, qualquer contato que informe sobre a necessidade de fazer o procedimento e, ainda por cima, peça o envio de documentos, é golpe na certa.

INSS alerta que prova de vida está suspensa em 2022 e ninguém deve repassar dados

Como os golpistas agem

As abordagens podem ocorrer por carta, e-mail, telefonema ou mensagem de celular (WhatsApp ou SMS).

Geralmente, os golpistas, ao entrarem em contato com o segurado, informam os dados pessoais dele e pedem que seja enviada uma foto de um documento pelo WhatsApp para finalizar o processo.

O INSS alerta que, caso recebem esse tipo de contato, desliguem o telefone e não forneçam dados pessoais, fotos nem documentos.

O instituto ressalta que não faz contato por telefone para realização de procedimento de prova de vida.

Cuidados que o INSS recomenda

  • mantenha sempre atualizados os seus dados de contato, como telefone, e-mail e endereço. Isso deve ser feito pelo Meu INSS ou pelo telefone 135;
  • caso alguém faça qualquer comunicação pedindo dados ou fotos em nome do INSS, não atenda a solicitação, desligue a ligação e bloqueie o contato;
  • o INSS nunca entra em contato direto com a pessoa para solicitar dados nem pede o envio de fotos de documentos;
  • o número do SMS usado pelo INSS para informar os cidadãos é o 280-41. O INSS nunca manda links nem pede documentos pelo SMS.
  • sempre que o INSS convoca o cidadão para apresentar documentos, essa convocação fica registrada no Meu INSS e pode ser verificada também pelo telefone 135.
  • a pessoa deve utilizar apenas os canais oficiais de atendimento para cumprir qualquer solicitação do INSS, seja para agendar um serviço, seja para entregar algum documento: o aplicativo/site Meu INSS ou na agência da Previdência Social (com agendamento prévio);
  • quando alguém liga para o telefone 135 ou é atendido pelo chat da assistente virtual do INSS Helô, o atendente pode pedir algumas informações – é um procedimento de segurança para confirmar a identidade de quem telefonou ou acessou o chat.

O que fazer em caso de golpe

O segurado deve denunciar as tentativas de golpe neste link (http://souweb.economia.gov.br/souweb/preparePesquisaInternauta.do) ou pelo telefone 135.

Caso tenha caído no golpe, é recomendado registrar um boletim de ocorrência e comunicar o INSS pelo 135 e o banco em que recebe o benefício.

Como o INSS se comunica com o segurado

O segurado é contatado por meio das informações fornecidas em seu cadastro (e-mail, telefone e endereço), por isso, é importante manter esses dados atualizados junto ao INSS.

Quando o segurado entra em contato com o INSS, o instituto poderá solicitar informações como CPF e nome da mãe para confirmação da identidade do interessado e para que seja respeitado o sigilo das informações.

Caso o cidadão tenha sido notificado e tenha alguma dúvida, poderá ligar no 135 para ter mais informações. Poderá ainda buscar atendimento por meio do chat da assistente virtual Helô. Fonte: G1

To Top