Últimas Notícias

Quem tem fome, tem pressa: Ação da Cidadania lança mobilização nacional para o Pacto pelos 15% com Fome

portalmixvalegoogle

O apelo para engajamento de toda sociedade para estancar o flagelo que é a fome no Brasil, onde 23 mihões de pessoas estão mergulhadas abaixo da linha da pobreza, será o tema central do último dia do Encontro Nacional Contra a Fome, realizado pela Ação da Cidadania em parceria com outras instituições. É importante destacar que a pandemia, o fim do auxílio emergencial, além da exclusão de outras milhares do Auxílio Brasil, que tem 2,78 milhões de pessoas à espera do benefício, segundo dados da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), contribuem para aumentar a fome e a miséria no país. 

A data também marca o lançamento do “Pacto pelos 15% com Fome”, uma convocação da organização à sociedade na luta contra a insegurança alimentar. O objetivo é mobilizar empresas, grupos de mídia, agências de comunicação e publicidade, pessoas físicas, instituições e ONGs, para que façam parte do movimento, apoiando campanhas e projetos de entidades que estarão atuando junto ao pacto, seja fazendo doações ou até mesmo dedicando tempo ao voluntariado.

Viu isso? Auxílio Brasil: no Rio, quase 68 mil famílias estão na fila à espera do benefício. No Brasil, são 2,78 milhões, segundo a CNM

— Vamos fazer um pacto para ajudar os 15% dos brasileiros que não têm o que comer. O direito básico à alimentação é garantido pela Constituição, mas hoje parece uma miragem distante. Há quase 30 anos, Betinho mobilizou milhares de voluntários para ajudar 32 milhões de pessoas que passavam fome. A indignação dele, na época, é a mesma que nos move a criar este movimento em 2022. Independente de ideologia, religião ou partido, a fome é inaceitável — ressalta Rodrigo “Kiko” Afonso, diretor-executivo da Ação da Cidadania, que complementa: —  É hora de Ação e de Cidadania. Como disse Betinho: Agora é com a gente!.

A plataforma www.15por15.org estará disponível já nesta quinta-feira, com informações sobre o lançamento do Pacto e como é possível participar do movimento. A ideia é que empresas e pessoas, físicas ou jurídicas, possam criar suas ações para doar R$ 0,15, R$ 15, R$ 15 milhões, 15 segundos, minutos ou porcentagem de vendas. Afinal, todo mundo tem 15 de alguma coisa para doar. E para 15% dos brasileiros, esta é a única esperança.

Fome no Rio de Janeiro

A Ação da Cidadania vai divulgar dados inéditos sobre a fome no Estado do Rio de Janeiro, que é um retrato da insegurança alimentar no país, quando comparado com a média nacional. Os números são da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar (Rede Penssan), e integram o 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil.

O documento revelou, recentemente, que 33,1 milhões de brasileiros não têm o que comer no país. O recorte do estado fluminense foi antecipado a pedido da Ação da Cidadania, por ser o local de sua sede e também do Encontro Nacional. A Ação é parceira e apoiadora da Rede.

A agenda completa está disponível no site (http://www.encontrocontraafome.org.br). O evento é restrito para convidados, mas com transmissão online e simultânea pelo canal da Ação da Cidadania no YouTube.

Triste realidade: Garimpo contra a fome: sem comida, moradores do Rio recorrem a restos de ossos e carne rejeitados por supermercados

Lançamento Agenda Betinho

A nova edição da Agenda Betinho também é um dos destaques do Encontro Nacional Contra a Fome. Este ano, o documento apresenta 92 propostas para o país e suas cinco regiões, com o objetivo de contribuir com a garantia, desenvolvimento e fortalecimento das políticas públicas estaduais e nacionais de Segurança Alimentar e Nutricional.

Trata-se de um material elaborado com diálogo e representações de pesquisadores, agricultores urbanos e rurais, pescadores, ribeirinhos, povos de comunidades tradicionais e de matriz africana, quilombolas, negros, mulheres, indígenas, sindicatos, coletivos, frentes e ativistas.

A Agenda Betinho também é uma forma de ampliar as práticas que a Ação da Cidadania vem trabalhando, com foco no compartilhamento da gestão pública, divulgação de suas atividades e os caminhos de melhoria de seu desempenho. A apresentação está prevista para o final da manhã.

Plenária e Documento Final

Além da divulgação dos números da fome no Rio de Janeiro, o encerramento também será marcado pela elaboração de um documento, integralmente discutido e ratificado durante os debates, que vai representar o posicionamento e as propostas das instituições presentes, apoiadoras e parceiras da Ação da Cidadania, no combate à fome e seu impacto no país.

Confira ainda: Brasileiro ‘se vira’ para driblar a fome; confira como substituir alimentos

O Encontro Nacional Contra a Fome é organizado pela Ação da Cidadania e tem os seguintes parceiros: Instituto Fome Zero, Pacto Global Rede Brasil da ONU no Brasil, ActionAid, GT Agenda 2030, Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs), Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS), Fórum Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional dos Povos Tradicionais de Matriz Africana (FONSANPOTMA).

Participam ainda: Marcha das Margaridas, Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CONTAG), Conferência Popular e Autônoma de SAN, Conselho de presidentes de CONSEAS Estaduais (CPCE), GT Indígena Conferência Nacional Popular de Segurança e Soberania Alimentar, Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), OXFAM Brasil, ABRASCO, OAB Nacional, MST, SEFRAS e Frente Nacional Contra a Fome.

To Top