Benefícios

Novo lucro do FGTS pode ser consultado por trabalhadores

FGTS: trabalhador que contratar antecipação de saque-aniversário fica impedido de desistir da modalidade. Entenda
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Novo lucro do FGTS pode ser consultado por trabalhadores O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) deve distribuir aos trabalhadores cerca de R$ 12 bilhões, referentes ao lucro líquido auferido em 2021. Os números ainda estão sendo consolidados, mas, até novembro, conforme balancete divulgado pela Caixa Econômica Federal, o resultado estava em R$ 12,3 bilhões. A distribuição, no entanto, não permitirá que as contas do fundo reponham a inflação. Será a primeira vez que isso ocorre desde 2017.

Em 2020, o rendimento total do FGTS com a distribuição do lucro foi de 4,92% (inflação de 4,52%). Em 2019, ficou em 4,90% (inflação de 4,31%). Em 2018, rendimento foi de 6,18% (inflação de 3,75%). Mas, com o Índice Nacional de Preços Consumidor (IPCA) de 10,06% registrado em 2021, o rendimento das contas do FGTS perderá para a inflação, mesmo que todo o lucro seja distribuído entre os cotistas, explicou um técnico do governo.

Cerca de 90 milhões de trabalhadores

Um universo de 90 milhões de trabalhadores deverá ser beneficiado com o crédito em valor proporcional ao saldo existente na conta em 31 de dezembro de 2021.

O assunto deverá ser tratado pelo Conselho Curador do FGTS no próximo mês. A Caixa tem até o fim de agosto para distribuir o resultado entre os cotistas.

Desde 2017, o FGTS faz a divisão do lucro entre os trabalhadores, como uma forma de melhorar o rendimento dos cotistas. No ano passado, foram distribuídos R$ 8,1 bilhões do lucro registrado em 2020, que foi de R$ 8,5 bilhões. Ou seja, 96% do resultado alcançado no período.

A parcela do lucro que será creditada pela Caixa é incorporada ao saldo da conta e só pode ser retirado nas modalidades de saque. Entre elas, demissão sem justa causa, compra da casa própria, aposentadoria, saque aniversário e doenças graves.

To Top