Auxílio Emergencial

Auxílio Emergencial: Pais solteiros vão receber valores retroativos

Sidney de Almeida/Shutterstock.com

Auxílio Emergencial: Pais solteiros vão receber valores retroativos O auxílio emergencial, que acabou em outubro de 2021, continua sendo pago neste mês de junho. O número de beneficiários, no entanto, não foi informado pelo Ministério da Cidadania. Está sendo repassada uma parcela de até R$ 3 mil, considerando as cinco parcelas de R$ 600 liberadas pelo programa ainda em 2020. Os pagamentos estão sendo feitos aos pais solteiros chefes de famílias monoparentais que receberam ao menos uma das cinco primeiras parcelas do benefício em 2020.

Além de ser pai solteiro e chefe de família, é preciso comprovar não ter cônjuge ou companheira e criar pelo menos um filho menor de 18 anos. É importante destacar que não há inscrições para uma nova parcela do auxílio emergencial, uma vez que o pagamento é destinado somente aos homens chefes de famílias monoparentais que receberam o benefício entre abril e agosto de 2020.

Os que se encaixam nos critérios podem consultar o benefício por do site https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/consulta/#/. Será necessário preencher algumas informações pessoais, como nome completo, CPF, nome da mãe e data de nascimento. O Ministério da Cidadania não definiu um calendário de pagamentos para parcela retroativa do auxílio emergencial.

É possível consultar o benefício também na plataforma Gov.br, mas para isso tem que criar login e senha de acesso. Outra opção é pelo aplicativo do auxilio emergencial.

Ao todo, foram pagas 16 parcelas do auxílio emergencial em 2020 e 2021. Criado em abril de 2020, o auxílio inicialmente teve cinco parcelas de R$ 600 (R$ 1,.200 para mães solteiras). De setembro a dezembro de 2020, o auxílio emergencial extensão pagou mais quatro parcelas com a metade do valor: R$ 300 (R$ 600 para mães solteiras). O programa foi retomado em abril de 2021 com parcelas entre R$ 150 e R$ 375. E terminou em outubro de 2021.

Como conferir o valor na Dataprev

Acesse o portal de “Consulta ao Auxílio Emergencial”

Preencha o campo com seu Cadastro de Pessoa Física (CPF)

Informe seu nome completo

Digite o nome de sua mãe completo (ou selecione a opção “mãe desconhecida)

Coloque sua data de nascimento no campo solicitado

Selecione o reCAPTCHA para provar que é humano

Clique em “Enviar”

Fonte Extra

To Top