Últimas Notícias

‘Há apenas poucas semanas o Senado descobriu que as famílias passam fome’, critica José Serra, único senador a votar contra PEC Eleitoral

Único voto contra a PEC Eleitoral, que liberou gastos de R$ 41,2 bilhões a três meses das eleições numa clara afronta à Constituição, o senador José Serra (PSDB-SP) criticou no Twitter a medida:

“Há apenas poucas semanas o Senado descobriu que famílias passam fome e que esperam na fila dos benefícios?” escreveu o senador.

PEC Eleitoral: Por que oposição no Senado votou a favor da proposta, que dá ‘cheque em branco’ para Bolsonaro

Crítica: ‘Acabou a lei eleitoral brasileira’, diz professor de Direito sobre PEC aprovada no Senado

A PEC foi aprovada no Senado em primeiro turno por 72 votos a favor e um contra, de Serra. No segundo turno, foram 67 votos a favor. O texto segue agora para a Câmara dos Deputados.

Ao justificar o voto contra a medida, que vai aumentar o valor do Auxílio Brasil para R$ 600, além de criar um vale-caminhoneiro de R$ 1 mil por mês e um benefício de R$ 200 para taxistas, Serra destacou que “o ‘pacote de bondades’ é eleitoreiro, só vai até dezembro de 2022 e compromete o futuro das contas públicas”.

To Top