Agência Brasil

No Acre, cidadãos já podem acessar novo RG digital

portalmixvalegoogle

O policial civil Junior Cesar da Silva, de 43 anos, foi a primeira pessoa no país a ter acesso à nova Carteira de Identidade Nacional (CIN) em formato digital. Ele é diretor do Instituto de Identificação do Acre. O estado no norte do país é o primeiro a conceder acesso ao novo registro.  

A nova carteira tem número único, que é o CPF, para evitar fraudes e eliminar a possibilidade de pessoas poderem emitir diferentes documentos nos estados e no Distrito Federal. Assim que o cidadão realiza o pedido de emissão no Acre, já retira o documento físico e pode ter acesso ao registro geral (RG) digital pelo celular, segundo informou o governo. O documento de identificação dos brasileiros já está disponível digitalmente no aplicativo Gov.Br para a população do estado, que também pode ter modelos em papel ou plástico.

Interessados devem procurar a Organização em Centros de Atendimento (OCA) para emitir gratuitamente o novo modelo de identificação em papel ou policarbonato (plástico). A população pode procurar o órgão de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 13h30 (horário local), na rua Quintino Bocaiúva, 299, no centro de Rio Branco. O atendimento é por ordem de chegada.

Na semana passada, o processo de emissão já havia começado no Rio Grande do Sul, no formato físico. A previsão é que Goiás seja o próximo estado a emitir o documento para a população.

Viagens internacionais

Essa nova versão do documento de identificação servirá também de documento de viagem, devido à inclusão de um código de padrão internacional chamado MRZ, o mesmo usado em passaportes.

Até o momento, porém, o Brasil só tem acordos para uso do documento de identidade nos postos imigratórios de países do Mercosul. Para as demais nações, o passaporte continua sendo obrigatório.

O prazo de validade do novo RG varia conforme a idade da pessoa, sendo de 5 anos para crianças até 11 anos e de 10 anos para quem tem entre 12 e 59 anos. O prazo de validade é indeterminado para a população a partir dos 60 anos. 

Versão digital

Depois de emitir a nova carteira nos órgãos estaduais, o cidadão deve baixar o app Gov.Br nas lojas de aplicativos disponíveis para sistemas operacionais iOS ou Android. Após inserir o usuário e a senha no aplicativo, aparecerá uma tela inicial com o ícone “Carteira de documentos”. A partir daí, basta clicar no botão “+”; escolher “Carteira de Identidade” e ir em “Adicionar Documento” para ter acesso.

A nova Carteira de Identidade Nacional vem com um QR code, que pode ser lido por qualquer dispositivo apropriado, como smartphones, o que permitirá a validação eletrônica de autenticidade, bem como saber se ele foi furtado ou extraviado.

To Top