Asia

Taliban diz investigar alegação dos EUA sobre morte de líder da Al Qaeda

Taliban diz investigar alegação dos EUA sobre morte de líder da Al Qaeda

Por Gibran Naiyyar Peshimam

ISLAMABAD (Reuters) – O Taliban está investigando uma “alegação” dos Estados Unidos de que o líder da Al Qaeda, Ayman al-Zawahiri, foi morto em um ataque de drone dos EUA em Cabul, disse uma autoridade do Taliban nesta quinta-feira, indicando que a liderança do grupo não estava ciente da presença dele ali.

Os Estados Unidos mataram Zawahiri com um míssil disparado de um drone enquanto ele estava na varanda de seu esconderijo em Cabul no domingo, disseram autoridades norte-americanas, no maior golpe para os militantes desde que Osama bin Laden foi morto a tiros há mais de uma década.

“O governo e a liderança não estão cientes do que está sendo alegado, nem sobre qualquer vestígio lá”, disse Suhail Shaheen, o representante designado do Taliban na Organização das Nações Unidas (ONU), baseado em Doha, a jornalistas em uma mensagem.

“A investigação está em andamento agora para descobrir a veracidade da alegação”, afirmou ele, acrescentando que os resultados da investigação serão compartilhados publicamente.

Os líderes do Taliban permaneceram calados sobre o ataque de drone de domingo e não confirmaram a presença ou a morte de Zawahiri em Cabul.

Os principais líderes do Taliban têm mantido longas discussões sobre como responder ao ataque de drones dos EUA, disseram três fontes do grupo.

A reação do Taliban pode ter repercussões significativas à medida que o grupo busca legitimidade internacional e acesso a bilhões de dólares em fundos congelados, após a derrota de um governo apoiado pelos EUA há um ano.

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI730PK-BASEIMAGE

To Top