Agro

Colheita de café do Brasil atinge 83% da produção esperada, diz Safras & Mercado

Colheita de café do Brasil atinge 83% da produção esperada, diz Safras & Mercado

SÃO PAULO (Reuters) – A colheita de café do Brasil alcançou, até o dia 2 de agosto, 83% da produção esperada para a temporada 2022/23, aumento de 8 pontos percentuais ante a semana anterior, informou a consultoria Safras & Mercado nesta sexta-feira.

Os trabalhos estão atrasados em relação ao mesmo período do ano passado, quando 84% da safra estava colhida, e também ficam atrás da média dos últimos cinco anos, que é de 86%.

Apesar do atraso, o consultor Gil Barabach disse em nota que os trabalhos de colheita de café mantêm uma boa cadência, favorecidos pelo clima seco e percentual elevado de maturação das lavouras.

“E a previsão é que o tempo siga predominantemente seco nos próximos 7 a 10 dias, com chance apenas de chuvas isoladas na Bahia e Espírito Santo. Enfim, o cenário climático deve continuar beneficiando tanto a colheita como a secagem do café”, afirmou o especialista.

Barabach alertou, no entanto, que a disponibilidade física do grão, particularmente de arábica, segue abaixo da esperada.

A colheita de arábica atingiu 77% da produção, superando os 76% colhidos em igual período ano passado, mas ainda abaixo dos 81% de média dos últimos cinco anos, informou a consultoria.

Os trabalhos com conilon se encaminham para o fim alcançando 94% do potencial da safra, contra 98% um ano antes e 99% de média histórica.

Considerando a estimativa de 61,1 milhões de sacas de 60 quilos para a produção total de café nesta safra, o levantamento indica que foram colhidas 50,96 milhões de sacas.

(Reportagem de Nayara Figueiredo)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI740UB-BASEIMAGE

To Top