Últimas Notícias

Vice de Haddad já disse que Boulos tem ‘gado lacrador’

portalmixvalegoogle

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Anunciada por Fernando Haddad (PT) como sua vice na disputa pelo Governo de SP, Lúcia França (PSB), mulher de Márcio França (PSB), disse em suas redes sociais em 2020 que Guilherme Boulos (PSOL) tinha um “gado lacrador”, que concordava com críticas que o líder do MTST havia feito ao discurso feminista de esquerda, em entrevista de 2014.

Em outra postagem, afirmou que Boulos era despreparado. As mensagens são mais um elemento da relação tensa na chapa entre PT, PSB e PSOL.

Na ocasião em que Lúcia fez suas críticas, Márcio França disputava a Prefeitura de SP contra o psolista. Em um debate, Boulos recuperou uma fala de abril de 2018 do então governador França em que ele defendeu a tese que a Polícia Militar poderia ser mais eficiente se não tivesse que atender a tantas brigas domésticas.

Um mês depois, passou a circular um vídeo de entrevista de 2014 em que Boulos critica uma parcela do movimento feminista e discute o modo que as ocupações devem tratar a participação da Polícia Militar em casos de violência doméstica.

O texto de Lúcia foi um comentário ao vídeo. “Tem parte do ‘gado lacrador’ do Boulos que concorda com o absurdo que ele disse, ao vivo, numa entrevista: ‘movimento feminista chega de forma arrogante e prepotente, como se fosse dono da verdade'”, escreveu.

A relação na chapa de Haddad tem sido marcada por uma sucessão de atritos. O PSOL abriu mão da candidatura de Boulos, que disputará uma vaga na Câmara dos Deputados. O partido esperava ter o esforço recompensado com uma vaga de vice ou no Senado, mas ficou com a suplência de Márcio França, que buscará o Senado.

O ex-governador desistiu de sua candidatura ao Governo de SP somente no começo de julho, insistindo em entendimento de que teria mais chances do que Haddad de vencer Rodrigo Garcia (PSDB) e Tarcísio de Freitas (Republicanos).

A resistência era grande ao nome da ex-primeira-dama como vice, inclusive da parte de Haddad, mostrou a Folha. Mas o PSB insistiu na indicação dela —e França já aceitou retirar sua candidatura ao Palácio dos Bandeirantes em nome da unidade da esquerda.

Embora a escolha tenha sofrido críticas de aliados pela falta de experiência de Lúcia, petistas afirmam que ela tem um bom currículo, além de um histórico de serviços prestados como presidente dos fundos sociais de São Vicente e de São Paulo.

To Top