Central America

Tempestade tropical Julia deve se tornar furacão na costa leste da América Central

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) – A tempestade tropical Julia deve se intensificar e se transformar em furacão na tarde ou na noite deste sábado, movendo-se na direção da costa leste da Nicarágua, na América Central, afirmou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês).

A tempestade pode causar “ventos com força de furacão e uma perigosa tempestade” nas ilhas colombianas de Providência e San Andrés, na costa caribenha da Nicarágua, apenas uma semana depois do Furacão Ian atingir Cuba e Flórida.

“Julia está um pouco mais forte e deve se tornar um furacão ainda neste sábado”, disse o centro meteorológico. “Enchentes que representam risco de vida e deslizamentos de terra são possíveis por causa das fortes chuvas na América Central até o começo da próxima semana.”

A tempestade tropical está atualmente a 185 quilômetros da ilha de Providência e a cerca de 430 quilômetros da costa da Nicarágua, onde deve chegar no começo da manhã de domingo, de acordo com o centro climático.

O presidente da Colômbia, Gustavo Petro, disse em um tuíte na manhã deste sábado que o país está em “alerta máximo” e pediu que os hotéis fiquem prontos para oferecer refúgio ao povo vulnerável.

Após chegar à terra na Nicarágua, o furacão deve perder força gradualmente e se mover ao norte, pelas costas do Pacífico de Honduras e El Salvador, no domingo e na segunda-feira, disse o NHC. A tempestade pode trazer enchentes ao sul do México no começo da próxima semana.

To Top