Central America

Julia volta à categoria de tempestade tropical, atravessa Nicarágua para o Pacífico

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) – A tempestade tropical Julia foi rebaixada de furacão ao cruzar a Nicarágua depois de atingir a costa caribenha na manhã de domingo e levar fortes chuvas para a região, disse o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC).

O NHC manteve alerta sobre o “risco de inundações e deslizamentos de terra com risco de vida na América Central e no sul do México” até terça-feira.

A tempestade atingiu a costa no início do domingo perto de Laguna de Perlas, disse o NHC. Às 9h, horário local, estava a cerca de 105 quilômetros a leste de Manágua, capital da Nicarágua. Espera-se que se dirija para a costa do Pacífico na noite de domingo antes de seguir para o norte ao longo das costas de Honduras, El Salvador e Guatemala, de acordo com o NHC.

O sistema nacional de desastres da Nicarágua disse em um tuíte na manhã de domingo que os moradores que vivem no caminho da tempestade podem esperar chuvas e ventos intensos, mas não houve relatos de danos graves até agora. A mídia local relatou perda de eletricidade nas zonas costeiras.

O presidente da Colômbia, Gustavo Petro, disse nas redes sociais na manhã deste domingo que Julia deixou “danos leves” nas ilhas caribenhas de San Andrés e Providencia, na costa da Nicarágua.

Em zonas de alto risco em Honduras, as autoridades declararam um alerta vermelho e pediram aos moradores que saíssem de suas casas, enquanto as chuvas castigavam o país. Em um tuíte de sábado, o presidente de El Salvador, Nayib Bukele, declarou o domingo como o “Dia Nacional de Oração”, pedindo aos cidadãos que “se unam para orar e pedir a proteção”.

A Guatemala ativou 1.855 abrigos em todo o país, disseram autoridades no sábado, enquanto aguardava chuvas mais fortes na tarde de domingo.

To Top