Central America

Tempestade Julia deixa 25 mortos na América Central

Por Nelson Renteria

SAN SALVADOR (Reuters) – O número de mortos pela tempestade Julia subiu para pelo menos 25 na segunda-feira, disseram autoridades, com a maioria das vítimas em El Salvador e Guatemala, enquanto a tempestade enfraquecida despejava fortes chuvas em uma faixa da América Central e sul do México.

Autoridades salvadorenhas relataram a morte de 10 pessoas, incluindo cinco soldados, e disseram que mais de 1.000 pessoas foram retiradas de suas casas.

Na Guatemala, oito morreram entre domingo e segunda-feira, segundo autoridades, enquanto sete ficaram feridos e centenas afetados pela tempestade.

Autoridades de El Salvador e da Guatemala também cancelaram as aulas na segunda-feira.

Em Honduras, cinco vítimas foram confirmadas, incluindo uma mulher que morreu no domingo após ser arrastada pelas águas da enchente e um menino de 4 anos em um barco que virou perto da fronteira com a Nicarágua na noite de sábado, disseram autoridades.

Os serviços de emergência do Panamá confirmaram na segunda-feira duas mortes como resultado de fortes chuvas, com cerca de 300 pessoas retiradas de comunidades próximas à fronteira do país com a Costa Rica.

Julia chegou no domingo na costa caribenha da Nicarágua antes de cruzar o Oceano Pacífico.

Na tarde de segunda-feira, Julia havia se dissipado e o que restava da tempestade estava se movendo para noroeste a 24 km/h sobre a Guatemala, perto da fronteira com o México, de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC).

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI9A0LN-BASEIMAGE

To Top