Esporte

Defeito em alarme tira ouro de australiano no Mundial de Natação em piscina curta

Uma situação inusitada aconteceu nesta sexta-feira no Mundial de Natação em piscina curta. Na disputa dos 50 metros costas masculino, o australiano Isaac Cooper sentiu o gostinho da medalha de ouro, mas, por causa de uma falha no sistema, a prova foi disputada novamente e acabou com o jovem de 18 anos na segunda posição. O americano Ryan Murphy acabou ficando em primeiro lugar.

O equipamento que reproduz o alarme de largada falhou e apitou três vezes. Alguns nadadores seguiram na prova normalmente, mas três pararam ao escutarem o barulho. Isaac Cooper foi até o fim, terminou em primeiro, mas percebeu que havia algo estranho durante a comemoração.

Os nadadores aguardaram a organização (World Aquatics), que emitiu comunicado afirmando que a prova precisaria ser refeita e que o resultado anterior seria cancelado. Com isso, eles voltaram para a piscina e Ryan Murphy acabou vencendo, com Isaac Cooper em segundo.

“Definitivamente não é assim que você quer vencer. Funcionou a meu favor, mas sinto por Isaac Cooper. Ele tem 18 anos e ganhar um título mundial certamente significa muito. Vou falar com ele na piscina de aquecimento e dar-lhe os meus parabéns”, disse Murphy.

Outra curiosidade desta competição é que pela primeira vez oito competidores nadaram na casa dos 20s nos 50m livre. O primeiro a bater tal marca havia sido o brasileiro Cesar Cielo.

BRASILEIROS

No revezamento 4×50 metros livre misto, o Brasil ficou apenas no oitavo lugar, com o quarteto formado por Giovanna Diamante, Stephanie Balcuccino, Lucas Peixoto e Pedro Spajari. Já nos 200m peito, Caio Pumputis foi desclassificado.

To Top