Tecnologia

Montadora Faraday Future despenca após indicar necessidade de fundos para produção

BENGALURU, Índia (Reuters) – As ações da Faraday Future caíram 21% na sexta-feira, depois que a empresa revelou que o plano de produção de seu carro elétrico de luxo depende da obtenção de financiamento adicional.

A empresa está em negociações com investidores para levantar entre 150 milhões a 170 milhões de dólares em capital necessário para iniciar a produção do FF 91 Futurist em março e as entregas um mês depois.

As ações da Faraday estão a caminho de fechar o pior dia em quase cinco meses, tendo perdido mais de 90% de valor este ano. Nesta sexta-feira, às 13h53, o papel despencava quase 24%, a 0,36 dólar.

A Faraday Future disse que tinha 22,5 milhões de dólares em caixa em 30 de novembro, abaixo dos 31,76 milhões no final do terceiro trimestre.

“Implementamos uma série de medidas de conservação de caixa que reduziram significativamente nossos gastos com itens essenciais para a entrega do FF 91 Futurist”, disse o diretor financeiro interino, Yun Han. A empresa também está enfrentando mudanças no alto escalão.

O presidente da Great Hill Capital, Thomas Hayes, disse que a montadora poderá enfrentar dificuldades para levantar fundos e acrescentou que “a única esperança é eles conseguirem que os investidores atuais redobrem a aposta.”

No mês passado, o conselho nomeou o presidente-executivo da Faraday Future na China, Xuefeng Chen, como seu presidente-executivo global, depois que Carsten Breitfeld foi convidado a renunciar.

Enquanto isso, a empresa disse que a última geração de seu carro tem maior autonomia e melhor aceleração do que rivais como o Model X, da Tesla; Maybach S, da Mercedes-Benz; e o Rolls Royce Cullinan.

(Por Akash Sriram)

To Top