Últimas Notícias

‘Conseguimos o que sonhei’: diz herói da Argentina após título nos pênaltis

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Após brilhar na decisão por pênaltis que garantiu à Argentina o tricampeonato do mundo, neste domingo (18), Emiliano “Dibu” Martínez exaltou a conquista da Albiceleste. O goleiro argentino destacou a “partida sofrida” no empate por 3 a 3 com a França após a prorrogação e comemorou a realização de seu sonho.

“Foi uma partida sofrida. Sabíamos que íamos sofrer, 3 a 2 [na prorrogação] e depois mais um penalti, quase outro gol. Graças a Deus conseguimos e veio o que sonhei. Não teve nenhuma outra Copa do Mundo que sonhei tanto quanto essa. É incomparável isso”, desabafou, em entrevista depois do apito final.

Dibu foi fundamental para a equipe de Lionel Scaloni durante toda a campanha, inclusive na grande decisão. Embora tenha sofrido três gols na final, dois foram de pênalti. O goleiro também protagonizou uma defesa à queima-roupa que poderia decretar a derrota da Argentina no minuto final da prorrogação.

Nos pênaltis, o arqueiro argentino defendeu a batida de Coman. Tchouameni foi o outro francês a desperdiçar a cobrança na disputa que terminou por 4 a 2 para a Argentina. Dibu disse que ficou tranquilo durante as penalidades para inspirar seus colegas de time. [Estava] Tranquilo, é nesse momento que tenho que dar tranquilidade para meus companheiros”, afirmou.

Por fim, ele dedicou o título aos seus familiares. “[Dedico] À minha família, venho de um lugar muito humilde, fui muito jovem para a Inglaterra, quero dedicar a eles”, concluiu o goleiro do Aston Villa.

Com o resultado, a Argentina se sagrou campeã pela terceira vez —os dois primeiros títulos foram em 1978 e em 1986.

To Top