São Paulo

Dengue: campanha de SP mobiliza a população contra criadouros do mosquito em casa

Você sabe qual é o animal mais perigoso do mundo? Esse é o mote da campanha estadual lançada pela gestão Tarcísio de Freitas para reduzir a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya no Estado. Até fevereiro deste ano, já foram registrados 20.981 casos de dengue, em 430 municípios e 13 mortes.

Com cenas que remetem a ataques de grandes predadores como a onça, o jacaré, a cobra, o tubarão e o leão, o vídeo cria uma atmosfera dramática para alertar o telespectador que entre todos esses animais ferozes é o mosquito, um inseto pequeno e difícil de ser visto, mas cuja picada provoca taxas altas de mortes no mundo.

São quase um milhão de óbitos a cada ano provocados pelo mosquito, através da transmissão de doenças como dengue, zika e chikungunya. O filme chama a atenção para o papel importante que cada um tem para acabar com esse perigo. Acompanhando de imagens de pneus, garrafas, lixeiras e pratos de vasos, a campanha provoca uma reflexão a partir da mensagem “não crie o seu maior inimigo no quintal”.

A comunicação deixa claro a orientação sobre a necessidade de evitar os criadouros e eliminar todo e qualquer local de água parada, já que são nesses ambientes que o mosquito transmissor coloca os seus ovos.

A publicidade está sendo veiculada em Rádio, TV, plataformas digitais como o Youtube, Redes Sociais e outdoors digitais e jornais. Em todos os formatos a campanha leva as cores da bandeira paulista: preto, vermelho e branco, e reforça os pilares da nova marca do Governo do Estado de São Paulo: a promoção do desenvolvimento, do diálogo e da garantia de dignidade para as pessoas.

Nos posts, o “P” da logomarca ‘SP’ Governo do Estado de São Paulo, que remete a um balão de diálogo, traz no seu interior a mensagem de que o mosquito é o inimigo a ser combatido pode estar dentro de casa. Nas peças incide também a aplicação do novo slogan do Governo de SP: “São Paulo são todos”, em uma referência sobre a necessidade da mobilização da população para reduzir os recentes indicadores da dengue no Estado, que apontam situação de risco em 147 municípios e 247 em situação de alerta.

A campanha é assinada pela Secretaria de Saúde do Governo do Estado de São Paulo, que coordena o Plano Estadual de Contingência das Arboviroses. O Estado fechou o ano de 2022 com 332.139 casos de dengue confirmados , distribuídos em 617 municípios, e 287 mortes.

O post Dengue: campanha de SP mobiliza a população contra criadouros do mosquito em casa apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

To Top