Últimas Notícias

CPI das Apostas aprova convocação de jogadores e vai ouvir mais de 40

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) – A CPI das Apostas aprovou, nesta terça-feira (6), a convocação de mais de 40 pessoas, incluindo diversos jogadores que estão entre os investigados pela Operação Penalidade Máxima, do Ministério Público de Goiás. Os primeiros deles deverão ser ouvidos na próxima terça-feira (12).

Entre os convocados estão Paulo Miranda, Igor Cariús, Victor Ramos, Fernando Neto, Matheus Gomes, Eduardo Bauermann, Vitor Mendes, Dadá Belmonte, Alef Manga, Brayan Garcia, Gabriel Tota, Romário, Gabriel Domingos, Richard, Kevin Lomonaco e Nino Paraíba. Já o lateral esquerdo Moraes foi convidado, porque foi esse o pedido apresentado pelo deputado Maurício do Vôlei (PL-MG). Ele tentou mudar para convocação, mas por regimento isso não era permitido.

A reunião extraordinária desta terça começou tensa, com dois deputados do PL, Wellington Roberto (PL-PB) e Luciano Vieira (PL-RJ), reclamando de terem sido abordados para retirarem requerimentos solicitando a convocação de empresários ligados a casas de apostas.

“Nunca me deparei com tantos assessores pedindo para retirar isso e aquilo”, reclamou Wellington Roberto. “Na sessão passada, um assessor do relator [Felipe Carreras, do PSB-PE] veio me pedir para retirar requerimento pedindo presidente de empresa de jogos”, afirmou Luciano Vieira. Ele e Yuri do Paredão (PL-CE) são os autores de boa parte dos requerimentos aprovados.

Foram aprovados convites para que a CPI ouça, na condição de convidados, o diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Augusto Passos Rodrigues, o CEO da Abradie, Guilherme Buso, o secretário Nacional do Consumidor, Wadih Damous, o assessor especial do Ministério da Fazenda José Francisco Manssur, que lidera a regulamentação das apostas esportivas.

A CPI já recebeu 179 requerimentos, a enorme maioria pedidos de convocação ou convite para que pessoas sejam ouvidas na comissão. Na pauta desta terça estavam 70 requerimentos, muitos deles repetidos. A convocação de Igor Cariús, por exemplo, foi votada em três oportunidades distintas.

Entre os requerimentos aprovados está um do deputado Márcio Marinho (Republicanos-BA), para ouvir o jornalista André Rizek, para “falar sobre as semelhanças da Máfia do Apito de 2005 com o esquema das casas de apostas de 2023”. O pedido de convocação, como testemunha, porém, alterado de última hora para ser um convite.

To Top