Esportes

Djokovic avança para semifinais em Roland Garros e mantém vivo sonho do 23º Grand Slam

Por Julien Pretot

PARIS (Reuters) – O tenista sérvio Novak Djokovic se classificou para as semifinais do Aberto da França nesta terça-feira depois de superar uma queda no primeiro set para vencer o russo Karen Khachanov, por 4-6, 7-6(0), 6-2 e 6-4, continuando no caminho para um recorde de 23 títulos de Grand Slam masculinos individuais.

O bicampeão de Roland Garros não conseguiu encontrar um ponto fraco no saque de Khachanov, 11º cabeça-de-chave, no início, mas assim que conseguiu o tie-break no segundo set, o sérvio nunca mais olhou para trás.

Djokovic se encontra nas semifinais com o número um do mundo, Carlos Alcaraz, que na outra partida do dia venceu o quinto cabeça-de-chave, Stefanos Tsitsipas, por 6-2, 6-1, 7-6. Agora, o espanhol é o último homem entre ele e sua sétima final em Roland Garros. 

Na quadra Philippe Chatrier gradualmente coberta pela sombra, o atleta de 36 anos não teve uma única chance de quebrar o saque do rival, e parecia um pouco lento no primeiro set, mas seu jogo acabou se recuperando e havia pouco que Khachanov pudesse fazer para superar a marcha do sérvio para as semifinais.

“Ele foi o melhor jogador na maior parte dos dois primeiros sets, lutei para encontrar meu ritmo, cheguei um pouco atrasado”, disse Djokovic. “Então joguei um tiebreak perfeito e, a partir de então, joguei alguns níveis acima, consegui ganhar oito pontos consecutivos para finalizar.”

Djokovic, porém, não ficou totalmente satisfeito com seu desempenho, mas sabia que a vitória não seria fácil.

“Errei algumas tacadas fáceis hoje. Essas coisas acontecem, às vezes funciona, às vezes não. Ele tem um ótimo saque, mas talvez não se mova tão bem, então tentei expô-lo e joguei de forma imprevisível. Foi uma grande luta, mas é o que se espera de um Grand Slam nas quartas de final”, afirmou.

tagreuters.com2023binary_LYNXMPEJ550XQ-BASEIMAGE

To Top