Mundo

Zelenskiy diz que acordo para exportação de grãos pode operar sem a Rússia

KIEV (Reuters) – O acordo de exportação de grãos do Mar Negro deve continuar e pode operar sem a participação da Rússia após a retirada do governo de Moscou na segunda-feira, disse o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy.

A Ucrânia, afirmou Zelenskiy em seu discurso noturno em vídeo, era uma fonte de alimentos para 400 milhões de pessoas. “A África tem direito à estabilidade. A Ásia tem direito à estabilidade”, afirmou.

A Rússia interrompeu na segunda-feira a participação no acordo de um ano que permitia à Ucrânia exportar grãos por meio de um corredor marítimo seguro no Mar Negro, causando preocupação nos países mais pobres de que os aumentos de preços colocarão os alimentos fora de alcance.

Moscou sugeriu que, se as demandas para melhorar as exportações de seus próprios grãos e fertilizantes fossem atendidas, consideraria ressuscitar o acordo formalmente conhecido como Iniciativa dos Grãos do Mar Negro.

O acordo negociado pelas Nações Unidas e pela Turquia foi saudado por impedir uma emergência alimentar global após a invasão da Ucrânia pela Rússia em fevereiro de 2022 e o bloqueio dos portos do Mar Negro.

“A Ucrânia, a ONU e a Turquia juntas podem garantir a operação de um corredor alimentar e inspeções de embarcações. Isso é necessário para o mundo inteiro”, disse Zelenskiy.

(Reportagem de Olena Harmash; reportagem adicional de Ron Popeski)

tagreuters.com2023binary_LYNXMPEJ6G0UP-BASEIMAGE

To Top