Esportes

Jeh é absolvido no STJD e reforça o ataque da Ponte Preta contra o Atlético-GO

Depois de um duelo repleto de polêmicas de arbitragem contra o Sport, que terminou com o empate em 3 a 3, pela 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta conseguiu uma vitória jurídica importante: Jeh foi absolvido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

O atacante foi julgado pela 2ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela expulsão na partida diante do Mirassol, em 22 de setembro, pela 29ª rodada, que terminou com a vitória do rival por 3 a 0.

Na ocasião, ele recebeu dois amarelos, o primeiro por uma entrada forte em Lucas Ramon. Com isso, Jeh foi denunciado no artigo 250 do CBJD – praticar ato desleal ou hostil durante a partida – mas foi desqualificado pelo departamento jurídico da Ponte Preta para o artigo 258 – assumir conduta contrária à disciplina.

Com isso, ele recebeu apenas uma advertência. Como o atacante já cumpriu a suspensão automática na rodada seguinte contra o ABC, ele está livre para atuar no jogo de domingo, contra o Atlético Goianiense, em casa, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, às 15h45.

A presença de Jeh é importante porque a Ponte Preta, até o último jogo, tinha o pior ataque da competição. Agora, com 20 gols, se igualou ao lanterna ABC e fica na frente somente do Botafogo, com 19.

A Ponte Preta é 16.º colocado da Série B com 34 pontos e está quatro pontos à frente da Chapecoense, que tem 30 e é o primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

To Top