Últimas Notícias

Jovem ferida em ataque a escola em Poços de Caldas recebe alta de hospital

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – Uma adolescente de 17 anos que foi atacada a facadas na tarde de terça-feira (10) em uma escola particular de Poços de Caldas, no sul de Minas Gerais, recebeu alta do hospital Santa Casa na tarde desta quarta (11).

O estudante Leonardo Willian Silva, 14, foi morto durante o ataque. Ele também foi levado para a Santa Casa da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. Ele foi enterrado no velório municipal de Poços de Caldas nesta quarta.

Outros dois alunos -um menino e uma menina- de 13 anos, estão internado em estado “muito grave”. O hospital informou que eles passaram por cirurgia torácica e cardíaca. As informações são da Santa Casa.

De acordo com o hospital, a jovem que recebeu alta nesta quarta, sofreu um ferimento superficial no peito.

“Minha filha foi a primeira a ser atacada. Ela viu o autor armado e entrou na frente dele para impedir que ele atingisse as crianças. Nesse momento, ele segurou o seio dela e esfaqueou. Depois, foi atrás dos alunos”, disse a mãe.

Ainda de acordo com ela, o agressor foi contido em seguida por alguns pais. “Graças a Deus minha filha está bem. Ela foi uma heroína, se não fosse ela, seriam mais vidas perdidas.”

O episódio de violência aconteceu na Escola Profissional Dom Bosco, no horário de saída dos alunos.

O ataque é atribuído a um ex-aluno do colégio, de 14 anos, que foi contido por pais e foi apreendido. Segundo a Polícia Militar, o autor afirmou à corporação que realizou o ataque por ter sofrido bullying no estabelecimento de ensino, onde foi aluno até 2021.

A Folha de S.Paulo não conseguiu contato com a defesa do jovem.

Em nota, a Secretaria de Segurança de Minas Gerais disse que o governo do estado lamenta o ataque e a segurança nas escolas tem sido uma preocupação constante.

“Está em contínuo reforço, por exemplo, a Patrulha Escolar, responsável pela identificação de pontos sensíveis de segurança e a consequente realização de rondas preventivas no entorno das escolas, assim como outras operações”, diz o comunicado.

Em nota, a Prefeitura de Poços de Caldas afirma que é “solidária a toda a comunidade escolar […] neste momento de dor e consternação, especialmente às famílias dos alunos atingidos”.a.

To Top