Esportes

Diniz espera Uruguai agressivo, mas quer Brasil preparado para ‘todos os cenários’

Diniz espera Uruguai agressivo, mas quer Brasil preparado para ‘todos os cenários’

Diniz espera Uruguai agressivo, mas quer Brasil preparado para ‘todos os cenários’

Depois do frustrante empate por 1 a 1 com a Venezuela, na Arena Pantanal, em Cuiabá, o Brasil espera encontrar um contexto diferente no Centenário, em Montevidéu, onde enfrentará o Uruguai, a partir das 21 horas de terça-feira, pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo. O técnico Fernando Diniz acredita que terá de lidar com um adversário mais agressivo, mas quer a seleção brasileira preparada para qualquer situação que encontrar em solo uruguaio.

“Não é por conta da maneira que eu jogo ou deixo de jogar, existe a tendência de o Uruguai ser agressivo, como foi o Peru. A gente tem que estar preparado para qualquer situação”, afirmou o técnico. “Não dá para ficar fazendo previsão, precisamos estar preparados para todos os tipos cenários. A tendência, pelo que o treinador gosta (Marcelo Bielsa), é que o Uruguai seja agressivo. É uma previsão, mas a gente não sabe o que vai acontecer no jogo”, completou.

Além da necessidade de adaptação aos diferentes cenários que o jogo pode apresentar, Diniz deseja ver um Brasil mais incisivo no Uruguai do que foi em Cuiabá. Embora tenha gostado do que viu em termos de organização diante dos venezuelanos, o comandante brasileiro sentiu falta de boas decisões na hora da definição das jogadas ofensivas.

“Eu acho que a gente pecou em dois aspectos. No término das jogadas, a gente criou chances e não fez o gol… poderia ter feito o segundo, o terceiro, o quarto. Cedemos contra-ataques que não deveríamos. No gol da Venezuela, falhamos em coisa que não podia ter falhado. Ajustar a marcação e dar a chance para o adversário finalizar. Mas a equipe não fez uma partida ruim, terminamos mal as jogadas”, avaliou.

O Brasil está na vice-liderança das Eliminatórias Sul-Americanas, com sete pontos, dois atrás da atual campeã mundial Argentina, que bateu o Paraguai por 1 a 0 e é a única seleção com 100% de aproveitamento. O Uruguai, por sua vez, é o quarto colocado, com quatro pontos, abaixo da Colômbia, dona do terceiro lugar, com cinco.

To Top