Últimas Notícias

Gilberto Gil, Marcos Valle e mais famosos lamentam morte de Carlos Lyra

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Celebridades e políticos lamentaram pelas redes sociais a morte do cantor Carlos Lyra, aos 90 anos, neste sábado (16).

O músico Gilberto Gil homenageou o “legado extraordinário” do compositor de clássicos da bossa nova. “Tristes com a notícia da partida de Carlos Lyra, que nos deixa aos seus 90 anos com um legado extraordinário. Um forte abraço em toda a família e amigos”, escreveu o baiano na rede social X (antigo Twitter).

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD) disse que Lyra foi fundamental na construção da identidade carioca e brasileira. “Que perda para a cultura brasileira. Faleceu hoje o compositor e cantor Carlos Lyra. Seu legado é imenso e suas composições na bossa nova marcaram várias gerações ao redor do mundo.”

Em entrevista à GloboNews, o cantor Fagner chamou Lyra de um dos “mestres da bossa nova”. “É triste, mas a idade chega, todos sabem, e está levando um dos gênios da música, além de uma pessoa adorável, irônica, muito à altura do pessoal da bossa nova”, afirmou.

Marcos Valle chamou o compositor de “amigo, parceiro e ídolo”. “Falar sobre a incrível musicalidade, talento e importância dele na nossa arte e cultura é desnecessário. Eu o amo de todas as formas que a alma permite. E o respeito com todas minhas forças” escreveu.

As deputadas federais Erika Kokay (PT-DF) e Jandira Feghali (PC do B-RJ) também lamentaram a morte. “Foi um dos nossos grandes artistas e ícone da bossa nova. Dono de melodias inesquecíveis como ‘Você e Eu’ e ‘Influência do Jazz”‘ também emprestou seu talento à luta política, sendo autor do hino da @uneoficial [União Nacional dos Estudantes]. Deixa grande obra!”, afirmou a petista.

Feghali disse que o país “nasceu menos musical” neste sábado. “Carlos Lyra nos deixou nesta madrugada. O compositor foi um dos artífices da Bossa Nova e um entusiasta e divulgador de artistas como Cartola, Nelson Cavaquinho e Zé Kéti. Fez música para teatro e cinema e aplicou consciência social em diversas de suas canções.”

O ex-ministro da Cultura Roberto Freire lembrou que Lyra foi “um dos mais importantes representantes do culturalmente belo e marcante da nossa nacionalidade, o movimento musical da bossa nova”. “A saudade fará um samba em seu lugar.”

To Top