Últimas Notícias

BNDES anuncia mais R$ 6 bi para linhas de crédito voltadas à agropecuária

O BNDES anunciou nesta sexta-feira, dia 2, a ampliação de algumas linhas de financiamento para a agropecuária. No total, foram anunciados R$ 6 bilhões a mais.

O destaque foi a ampliação, em R$ 4 bilhões, do orçamento da linha BNDES Crédito Rural, que oferece empréstimos em dólar para produtores rurais que exportam.

Uma das primeiras medidas do BNDES sob o comando da Aloizio Mercadante, lançada em abril do ano passado, a linha aprovou R$ 3,62 bilhões em 2023, de um orçamento também de R$ 4 bilhões, informou o banco de fomento.

Ao emprestar em dólar, a BNDES Crédito Rural oferece juros mais baixos do que os de mercado, em reais.

Segundo o diretor Financeiro e de Crédito Digital para MPMEs do banco, Alexandre Abreu, a taxa média da linha está em 7,9% ao ano – abaixo até mesmo da taxa básica Selic, de 11,25% ao ano, que serve de piso e referência para todos os juros cobrados pelo sistema financeiro.

Em apresentação sobre a ampliação do orçamento, Abreu destacou a elevada demanda pelos recursos. Quando foi lançado, em abril de 2023, a BNDES Crédito Rural tinha R$ 2 bilhões, rapidamente esgotados, segundo o executivo. Por isso, o banco fez em maio uma primeira ampliação, com mais R$ 2 bilhões.

Mercadante e Abreu anunciaram a ampliação ao lado do ministro da Agricultura, Carlos Fávaro. O ministro destacou a importância das políticas públicas de apoio aos produtores rurais, num momento em que a safra 2023 e 2024 é ameaçada por “problemas climáticos” e em que os preços de matérias-primas como a soja e o milho estão com tendência de queda.

– É para não deixar nenhum produtor na incerteza – afirmou Fávaro.

Além do aumento do orçamento na linha BNDES Crédito Rural, o banco de fomento anunciou a elevação em R$ 2 bilhões nos recursos disponíveis na BNDES Procapcred, um programa destinado a fortalecer o capital de cooperativas de crédito.

Segundo Abreu, esses recursos para capitalização têm o potencial de ampliar em R$ 18 bilhões, de agora até 2025, a oferta de crédito por parte das cooperativas.

To Top