Economia

Bolsas da Europa operam mistas após balanços, recessão britânica e projeções

mixvale

Por Sergio Caldas*

São Paulo, 15/02/2024 – As bolsas europeias operam sem direção única na manhã desta quinta-feira, na esteira de uma série de balanços de pesos-pesados da região, dados mostrando que o Reino Unido entrou em recessão e novas projeções para o crescimento e inflação da zona do euro.

Por volta das 7h15 (de Brasília), o índice pan-europeu Stoxx 600 avançava 0,59%, a 488,12 pontos.

A última rodada de balanços na Europa ajuda a sustentar o apetite por risco.

Em Paris, a ação da Renault saltava 6,5% no horário acima, após a montadora francesa voltar a lucrar em 2023. Ainda no setor automotivo, a Stellantis teve lucro e receita recordes no ano passado, e seu papel subia 4,5% em Milão. Já o banco alemão Commerzbank superou previsão de lucro trimestral, e sua ação avançava 2,8% em Frankfurt.

A Airbus, por outro lado, decepcionou em lucro e Ebitda ajustado. No mercado francês, a ação da fabricante europeia de aviões tinha baixa de 0,8%.

No âmbito macroeconômico, destaque para o Reino Unido, cujo Produto Interno Bruto (PIB) encolheu pelo segundo trimestre seguido, o que significa que a economia britânica entrou em recessão técnica. No último trimestre de 2023, o PIB britânico teve queda de 0,3% ante os três meses anteriores, contrariando previsão de estabilidade no período.

Embora a notícia seja negativa, a fraqueza da economia do Reino Unido aumenta a possibilidade de que o Banco da Inglaterra (BoE) comece a reduzir juros mais cedo do que se imaginava.

Ainda sobre política monetária, a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse mais cedo que o processo de desinflação na zona do euro deverá continuar, mas reiterou que a instituição precisa ter certeza de que conseguirá atingir sua meta de inflação de 2% de forma sustentável.

Há pouco, a União Europeia cortou sua projeção de avanço do PIB da zona do euro em 2024, de 1,2% para 0,8%, mas reduziu também sua expectativa para a inflação do bloco este ano, de 3,2% para 2,7%.

Às 7h28 (de Brasília), a Bolsa de Londres tinha alta marginal de 0,03%, a de Paris avançava 0,80% e a de Frankfurt subia 0,68%. Já a de Milão ganhava 0,85%, enquanto as de Madri e Lisboa caíam 0,05% e 0,01%, respectivamente.

Contato: [email protected]

*Com informações da Dow Jones Newswires

To Top