Últimas Notícias

Demissões voluntárias batem recorde no Brasil. Só em 2023, foram 7 milhões, aponta pesquisa

mixvale

As demissões voluntárias bateram recorde em 2023, aponta um levantamento da LCA consultores com base em dados do Ministério do Trabalho. De acordo com a pesquisa, 34% dos mais de 21, 5 milhões de desligamentos foram voluntários, percentual que corresponde a cerca de 7,3 milhões.

Os desligamentos voluntários no Rio de Janeiro ficaram abaixo da média nacional. No estado fluminense dos mais de 1,3 milhão de demissões, 30,8% foram de forma voluntária.

Entre os estados com as maiores taxas proporcionais de desligamentos voluntários, destaque para Santa Catarina, cuja parcela chega a 45,2%, Mato Grosso do Sul, com 43,8% e Mato Grosso, que possui uma taxa de 41,7%.

Na contramão, os estados de Bahia e Pernambuco dividem a última posição do ranking com as menores taxas de demissões voluntárias do país, 20,7% em cada.

Maiores taxas entre os mais jovens

Em relação ao nível de escolaridade, a maior parte dos desligamentos voluntários foram identificadas menos , segundo levantamento, foram solicitadas por pessoas com pós-graduação completa (46,9%). Em seguida aparecem pessoas com Mestrado e superior completo com 42% cada.

As pessoas com 5° ano incompleto e completo aparecem na ponta oposta, com 24,2% e 26%, respectivamente.

O levantamento indica ainda que os mais jovens foram os que mais aderiram às demissões voluntárias em 2023. A faixa etária de 18 a 24 anos teve uma taxa de 39,5%. Completam o pódio, as pessoas com idades entre 25 e 29 anos (36,5%) e aqueles que possuem até 17 anos (36,5%).

To Top