Últimas Notícias

Feminicídio em SP: saiba quem era mulher de 28 anos assassinada pelo ex-companheiro em Boituva

mixvale

Uma mulher de 28 anos foi morta pelo ex-companheiro, em Boituva, no interior de São Paulo. O crime aconteceu na manhã da Quarta-feira de Cinzas, por volta das 8h. Kelli Vanessa Spizzica foi encontrada ainda com vida, na casa onde vivia. Suspeito de feminicídio, o homem de 33 anos foi preso em flagrante.

Mais nova de três irmãs, Kelli completaria 29 anos no próximo mês de junho. Há cerca de 3 anos, era funcionária da Schmersal Brasil, que lamentou “profundamente” a morte da colaboradora. Segundo veículos locais, ela deixa um filho, fruto do relacionamento com o suspeito.

Nas redes sociais, Kelli foi homenageada por amigos.

“Estamos todos sem acreditar que você se foi dessa forma, Kelli. Que Deus te receba de braços abertos pela pessoa incrível que você era. Me lembro do ano mais difícil da minha vida, era você que me consolava toda manhã quando eu chorava e não sabia mais o que fazer, planejávamos nosso apartamento rosa. Você amava tanto rosa. E hoje nos deparamos com essa horrível notícia, vou sempre te amar e amar cada lembrança que tenho sua. Vai com Deus”, escreveu uma amiga da vítima.

A ocorrência foi atendida pela Polícia Militar. Ao chegarem ao local, os agentes verificaram que Kelli já havia sido socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e levada a uma unidade de pronto-socorro da região, onde não resistiu. O corpo da mulher tinha ferimentos diversos. Segundo a TV Tem, ela também estaria sem os dentes.

Os policiais deram início, então, à busca pelo suspeito de autoria do crime. Ele foi encontrado em uma casa vazia localizada a 500 metros do local do crime. Encaminhado à delegacia, o homem teve prisão preventiva representada. O feminicídio é investigado pela Delegacia de Boituva.

To Top