Internacional

Médicos tentaram reanimar Alexei Navalni por mais de 30 minutos

mixvale

Os médicos que atenderam Alexei Navalni, o opositor do presidente russo Vladimir Putin morto nesta sexta-feira, 16, tentaram reanimá-lo por mais de 30 minutos, informou o Hospital Municipal de Labytnang à agência Interfax.

Ainda segundo o hospital, a ambulância levou sete minutos até o centro penitenciário onde o advogado estava detido. Na prisão, os médicos precisaram de mais dois minutos para chegar até Navalni e dar continuidade ao atendimento, iniciado pelos médicos do sistema prisional. “Eles executaram as medidas de reanimação por mais de meia hora, mas o paciente morreu”, diz o comunicado.

De acordo com o centro prisional, Navalni se sentiu mal após uma caminhada e perdeu a consciência quase de imediato. “Todas as medidas de reanimação necessárias foram realizadas, mas não produziram resultados positivos. Os médicos de emergência confirmaram a morte do condenado. As causas da morte estão sendo apuradas”, afirma a nota.

Navalni estava detido desde 2021, quando decidiu voltar para Rússia após quase morrer envenenado. Ele cumpria penas que somavam mais de 30 anos de prisão em processos que sempre denunciou como políticos.

Só na última condenação, em agosto do ano passado, foi sentenciado a passar de 19 anos em prisão de segurança máxima por organizar, financiar e convocar atividades “extremistas”. O caso era relacionado às atividades da fundação contra corrupção criada por ele.

Já na prisão, Navalni enfrentou uma doença misteriosa e chegou a perder oito quilos em pouco mais de uma semana. À época, sua porta-voz Kira Yarmysh alertou que ele poderia estar sendo envenenado aos poucos. “Não excluímos que neste exato momento Alexei Navalni esteja sendo lentamente envenenado, sendo morto lentamente para atrair menos atenção”, disse nas redes sociais.

To Top