Economia

Mensalidade escolar e alimentos pressionam inflação ao consumidor no IGP-10 de fevereiro

mixvale

Os aumentos nos preços dos alimentos e os reajustes de mensalidades escolares voltaram a pressionar a inflação ao consumidor medida pelo Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) de fevereiro, informou nesta sexta-feira, 16, a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10) acelerou de uma elevação de 0,46% em janeiro para uma alta de 0,62% em fevereiro.

Cinco das oito classes de despesa registraram taxas de variação mais elevadas: Despesas Diversas (de 0,08% em janeiro para 1,80% em fevereiro), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,05% para 0,41%), Transportes (de -0,11% para 0,14%), Comunicação (de -0,17% para 0,29%) e Habitação (de 0,09% para 0,13%). As principais contribuições partiram dos itens serviços bancários (de 0,09% para 2,86%), artigos de higiene e cuidado pessoal (de -0,91% para 0,49%), gasolina (de -0,76% para 0,19%), combo de telefonia, internet e TV por assinatura (de -0,02% para 0,82%) e condomínio residencial (de 0,09% para 0,81%).

Na direção oposta, as taxas foram mais baixas nos grupos Vestuário (de 0,59% para -0,20%), Educação, Leitura e Recreação (de 1,37% para 1,23%) e Alimentação (de 1,41% para 1,37%), sob influência dos itens roupas (de 0,61% para -0,36%), passagem aérea (de 0,32% para -3,47%) e hortaliças e legumes (de 10,63% para 8,65%).

To Top