Benefícios

Redução no tempo de espera para análise de aposentadoria pelo INSS

INSS Beneficios
rafastockbr/Shutterstock.com

Carlos Lupi, Ministro da Previdência Social, comunicou recentemente que o período de espera para análise de solicitações de aposentadoria e outros benefícios pelo INSS está em torno de 49 dias. No entanto, há uma meta governamental de diminuir essa espera para aproximadamente 30 dias. Lupi aponta o desafio dessa meta, considerando que o INSS recebe de 900 mil a 1 milhão de novos pedidos mensalmente.

Em declaração dada na cerimônia de início do curso de formação para os recém-aprovados no último concurso do INSS, o ministro reafirmou seu comprometimento com a redução do tempo de espera: “Para 2024, nossa meta é concluir a análise dos benefícios em até 30 dias da solicitação, permitindo que os processos sejam finalizados no mesmo mês em que são iniciados”, disse Lupi, admitindo, contudo, que a fila de espera do INSS é uma realidade permanente.

O aumento de 57,4% na população brasileira com 65 anos ou mais, conforme revelado pelo Censo 2022, apenas enfatiza a importância de agilizar o processo de análise de benefícios. Ao assumir o cargo em janeiro de 2023, Lupi prometeu eliminar as longas filas do INSS, um objetivo que, até agosto, reconheceu como impraticável diante do volume constante de novas solicitações.

“Nosso desafio não é apenas reduzir a fila, que já superou 1,8 milhão, mas também gerenciar o influxo constante de novos pedidos. Embora a fila nunca será completamente zerada, nosso objetivo é que o tempo médio de concessão caia para 45 dias até dezembro deste ano”, explicou Lupi.

Após a melhoria no tempo de espera, o próximo passo será aprimorar a “humanização” do atendimento no INSS, um aspecto que o ministro enfatiza como crucial para o futuro da previdência social no Brasil.

To Top