São Paulo

USP recebe mais de 11 mil novos alunos, com 1,3 mil vindos do Provão Paulista

Vestibulandos de escolas públicas concorrem a uma vaga nas universidades estaduais por meio do Provão Paulista, nova modalidade de ingresso ao Ensino Superior

A partir desta segunda-feira (26), 11.147 novos alunos iniciam sua trajetória nos cursos de graduação da USP. Destes calouros, 1.377 são alunos aprovados no Provão Paulista Seriado – o exame promovido pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo que garante o acesso de estudantes de escolas públicas a 15 mil vagas nas universidades paulistas: USP, Unesp, Unicamp, Univesp e Faculdades de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatecs).

Esses novos alunos entraram ainda por meio de outras três formas: o vestibular da Fuvest e o processo seletivo Enem USP – com reserva de 50% das vagas de cada curso de graduação para candidatos egressos de escolas públicas – além dos classificados em Olimpíadas de Conhecimento.

“O Provão Paulista é uma oportunidade para aproximar a USP do Ensino Médio público, não só porque seleciona os alunos que ingressarão nas universidades, mas também por ser uma avaliação seriada, que fornecerá informações detalhadas sobre o desempenho dos alunos ao longo de todo o Ensino Médio. Com isso, será possível identificar em que aspectos podemos contribuir para melhorar a qualidade da nossa educação pública”, explica o reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior, um dos idealizadores do Provão Paulista Seriado.

Carlotti lembra que “o Provão Paulista também estimula os alunos a se dedicarem aos estudos durante todo o Ensino Médio, pois oferece a possibilidade real de conseguir uma vaga em uma das universidades públicas paulistas”.

Para esta primeira edição do Provão Paulista, a USP disponibilizou 1.500 vagas, abrangendo de maneira uniforme todos os seus cursos de graduação. O resultado preliminar indica que 1.377 estudantes realizaram a pré-matrícula na Universidade, ou seja, 91,8% das vagas disponibilizadas foram preenchidas.

“O Provão Paulista é uma nova forma de ingresso na USP, que aumenta a representatividade de alunos das escolas públicas no ensino superior público estadual, contribuindo para aumentar a pluralidade do nosso corpo discente e oferecendo diferentes perspectivas que enriquecem a convivência universitária”, ressalta o pró-reitor de Graduação, Aluísio Segurado.

Provão Paulista em números

  • Total de estudantes inscritos: 386.485
  • Estudantes que fizeram as provas: 260.669
  • Número de postos de aplicação: 4.000
  • Total de vagas oferecidas: 15.369
  • Total de vagas oferecidas pela USP: 1.500

O pró-reitor Adjunto de Graduação, Marcos Garcia Neira, chama a atenção para a qualidade desse processo seletivo. “O Provão Paulista foi elaborado com base no currículo da rede estadual, por especialistas que também atuam na elaboração das provas da Fuvest, da Comvest e da Vunesp. É um exame que identifica os jovens mais bem preparados em um total de 380 mil estudantes”, afirma Neira.

Acompanhamento

DownloadGoverno de SP

Para avaliar se há diferença de aprendizado entre os alunos que ingressaram pelas diferentes modalidades do vestibular, a Pró-Reitoria de Graduação acompanhará, a partir deste ano, o desempenho acadêmico de todos os ingressantes.

“As políticas afirmativas têm o propósito de reparar desigualdades de acesso causadas por desvantagens educacionais. Dessa forma, é possível que sejam necessárias ações para ajudar alguns alunos a recuperar conhecimentos que, eventualmente, não tenham sido adquiridos no Ensino Médio e nivelar o desempenho acadêmico, principalmente no primeiro ano do curso”, explica Segurado.

Nesse sentido, uma iniciativa da Pró-Reitoria que tem apresentado bons resultados é o Programa de Apoio Pedagógico (PAP) Tutoria, em que estudantes de graduação são selecionados para atuar como tutores e realizar atividades complementares que auxiliem no acompanhamento das disciplinas dos cursos de graduação.

O programa foi reforçado neste ano e concedeu 187 bolsas para tutores para atuarem no primeiro semestre.

Permanência estudantil

Além da seleção dos alunos ingressantes, o Provão Paulista também prevê a criação de um auxílio permanência direcionado a estudantes de baixa renda. O auxílio deverá ser custeado pela Secretaria de Educação, para garantir que os estudantes ingressantes pelo Provão Paulista com renda familiar per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo consigam permanecer no curso e evitar a evasão.

Outra ação da Secretaria de Educação, em parceria com a Universidade, que deverá ser lançada em breve, é o programa Mais Aprendizagem, que oferecerá bolsas de estágio aos alunos das Licenciaturas da USP para atuar na rede pública, ajudando a preparar os estudantes para o Provão Paulista.

“É importante destacar que o efeito do Provão Paulista não se restringe à seleção dos ingressantes, mas também têm um papel importante na diminuição da autoexclusão, oferecendo aos estudantes da rede pública uma oportunidade concreta de ingressar em uma universidade pública, a fim de ter uma formação profissional de excelência”, afirma Neira.

Provão Paulista

O Provão Paulista é uma das quatro modalidades de ingresso na USP. No vestibular 2024, do total de 11.147 vagas ofertadas pela Universidade, 8.147 são destinadas para a seleção pela prova da Fuvest; 1.500 vagas são para o processo seletivo Enem-USP; e 1.500 vagas são para o Provão Paulista.

Além dessas formas de acesso, também são oferecidas até 200 vagas extras a estudantes do Ensino Médio que participaram e tiveram um bom desempenho em olimpíadas acadêmicas nacionais e internacionais.

Lançado em julho do ano passado, o Provão Paulista Seriado é uma parceria das universidades paulistas com a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, concebida para aumentar a representatividade dos estudantes das escolas públicas, especialmente as do Estado de São Paulo, no vestibular.

De acordo com Segurado, “uma análise de dados dos nossos últimos vestibulares apontou para um baixo percentual de estudantes da rede pública paulista que se inscreviam no vestibular da Fuvest e apenas 16% se submeteram ao Enem. Por exemplo, no vestibular 2023, dos 400 mil estudantes da rede pública do Estado de São Paulo, apenas 8% se inscreveram para a prova da Fuvest. Ou seja, a maior parte desses estudantes estava se autoexcluindo do vestibular, eliminando qualquer possibilidade de ingressar em uma universidade pública”

O Provão será realizado todos os anos e o acesso às vagas nas universidades será obtido pela nota acumulada pelos alunos na avaliação seriada. Excepcionalmente em 2024 foi considerada apenas a nota dos alunos do terceiro ano; no vestibular de 2025, serão consideradas as notas das provas realizadas no segundo e no terceiro ano; e nos vestibulares seguintes serão considerados os resultados nas provas aplicadas ao longo das três séries.

Recepção aos calouros

Os novos alunos terão em todos os campi uma semana inteira de atividades sociais, esportivas e culturais, reuniões com estudantes e familiares, apresentação dos cursos e das diversas áreas da Universidade que vão marcar o início do ano letivo. Na programação das unidades de ensino também haverá campanhas de doação de sangue e de cabelos, doação de medicamentos e outras ações sociais. O objetivo é buscar a integração entre calouros e veteranos, além de oferecer aos novos alunos dicas e informações sobre a vida universitária.

Os novos alunos serão recebidos pela campanha “Viver a USP é melhor que sonhar”, que estará em cartazes, totens, banners e faixas espalhadas pelos campi. Criada por alunos do curso de Publicidade da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, sob a coordenação do professor Heliodoro Teixeira Filho, o Dorinho, a campanha busca enviar mensagens para os novos alunos se sentirem acolhidos, para transmitir os valores cultivados pela Universidade (humanismo, excelência, universalismo e solidariedade) e também para divulgar o Disque-Trote.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

O post USP recebe mais de 11 mil novos alunos, com 1,3 mil vindos do Provão Paulista apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

To Top