São Paulo

No mês da mulher, SP inaugura dois equipamentos para acolher vítimas de violência

DownloadGoverno de SP

Serviço de Acolhimento Institucional para Mulheres Vítimas de Violência em Osvaldo Cruz

O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, inaugurou nesta segunda-feira (4) duas novas unidades do Serviço de Acolhimento Institucional para Mulheres Vítimas de Violência no interior paulista, com investimento total de mais R$ 1 milhão.

Os equipamentos lançados em Dracena e Osvaldo Cruz são destinados ao acolhimento e proteção de mulheres e seus filhos, que estão sob medida protetiva, quando correm risco de vida ou ameaças em razão de violência doméstica e familiar.

“A violência contra a mulher é um crime covarde. Como Estado, temos que prover para as mulheres e seus filhos um local seguro, com toda infraestrutura necessária, onde ela receba apoio para retomar a vida, recuperando sua dignidade e autonomia”, afirma o secretário de Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento.

As entregas integram o conjunto de medidas que a gestão paulista realiza neste mês de março, em que se celebra o Dia Internacional da Mulher.

Nesses abrigos, cuja localização é sigilosa, as mulheres podem permanecer por até seis meses. Além de moradia, recebem alimentação e são encaminhadas para tratamento de saúde. Elas ainda recebem orientação para buscar emprego, para que possam adquirir autonomia profissional e financeira.

Cada abrigo tem capacidade para receber cerca de 20 pessoas, incluindo mulheres e filhos sob sua responsabilidade. Com as novas entregas, são mais de 60 unidades do tipo no estado, com cerca de 1200 vagas.

Denúncias podem ser feitas em delegacias e pelo Disque 100

As mulheres que estiverem sendo ameaçadas ou agredidas devem procurar uma delegacia e fazer um Boletim de Ocorrência (BO). Também podem procurar o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) que avaliará a situação e a viabilidade de acesso delas ao Serviço de Acolhimento Institucional para Mulheres Vítimas de Violência.

Outro canal de denúncias importante é o Disque 100, do Governo Federal, vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania. As ligações são gratuitas, as denunciantes não precisam se identificar e o serviço funciona 24 horas por dia.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

O post No mês da mulher, SP inaugura dois equipamentos para acolher vítimas de violência apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

To Top