Últimas Notícias

Corinthians é salvo por Romero e vence o Londrina em amistoso quente

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Corinthians teve uma atuação pouco inspirada salva por Romero e venceu o Londrina por 3 a 0, nesta quarta-feira (27), em amistoso quente no Estádio Olímpico Regional, em Cascavel (PR).

Romero saiu do banco de reservas e marcou os dois primeiros gols, e Giovane ampliou nos acréscimos. O atacante paraguaio fez aos 35 e aos 40 minutos do segundo tempo, enquanto o Cria do Terrão fez o terceiro no apagar das luzes.

A partida teve ânimos elevados, entradas duras e expulsões, apesar de não valer nada. Foram sete cartões amarelos e quatro vermelhos distribuídos a jogadores e membros das duas comissões técnicas. Fagner foi expulso do lado do Corinthians, enquanto o Londrina teve dois atletas mandados mais cedo ao vestiário.

O duelo também foi marcado pelo retorno de Paulinho, que ficou dez meses sem jogar por lesão. Além dele, Matheus Bidu foi outro a entrar novamente em campo, dando duas assistências sua estreia no ano – após ter sido preterido por opção técnica nos primeiros meses da temporada.

O clube do Parque São Jorge volta a campo, desta vez oficialmente, em 2 de abril, para a estreia da Sul-Americana. O desafio será contra o Racing-URU, fora de casa, às 21h30 (de Brasília).

O JOGO

António Oliveira entrou com a base titular e testou o zagueiro Cacá no 11 inicial. O reforço de 24 anos foi o escolhido para ocupar a vaga do equatoriano Félix Torres, que defendeu sua seleção na Data Fifa e foi poupado do amistoso.

O Corinthians dominou as ações no primeiro tempo, mas foi pouco incisivo para alterar o placar. Apesar de ter o controle da bola, a equipe visitante não conseguiu impor seu ritmo nem encurralar o adversário. Recuado, o Londrina aproveitou as faltas para frear os oponentes.

Rodrigo Garro teve as principais chances do Alvinegro paulista nos 45 minutos iniciais. O argentino foi o jogador mais ativo da primeira etapa, tanto na bola parada como em jogadas trabalhadas. Cássio, por sua vez, praticamente não foi acionado.

Expulsões na volta do intervalo deixaram o amistoso ainda mais truncado, até que Romero entrou. Novamente na hora e no lugar certos, o atacante paraguaio foi decisivo e evitou que o jogo terminasse com um quê de decepção para os alvinegros.

António Oliveira aproveitou a reta final para dar rodagem ao elenco. Ele fez dez substituições, e todos os jogadores envolvidos nos gols saíram do banco de reservas.

GOLS E DESTAQUES

Quase um golaço: Aos 12′ do 1º tempo, Pedro Raul foi acionado na área e escorou de peito para Rodrigo Garro, que dominou e emendou um chutaço sem deixar cair. A bola explodiu no travessão, foi para baixo e bateu na linha. Os corintianos ficaram pedindo gol, mas o juiz mandou seguir.

Duas chances: Aos 29′, Garro arriscou de longe em cobrança de falta, mandou no cantinho e obrigou o goleiro Arthur a se jogar para espalmar para a linha de fundo. Ele mesmo cobrou o escanteio e achou Gustavo Henrique na área, mas o zagueiro cabeceou para fora, rente à trave.

Chance perdida: Aos 17′, o Londrina errou na saída de bola e Wesley ficou com a bola na entrada da área. O jovem tinha liberdade, mas decidiu chutar e foi travado.

Confusão após entrada de Fagner em Iago Teles. Aos 4′ do 2º tempo, o atacante do Londrina foi derrubado por trás pelo lateral corintiano, levantou irritado e o empurrou ao tirar satisfação. O episódio resultou um empurra-empurra generalizado em campo, que esquentou o clima e terminou com ambos expulsos.

1×0: Aos 35′, Pedro Henrique ficou com a sobra e mandou uma bomba rasteira de fora da área. O goleiro defendeu, mas cedeu rebote e Romero apareceu para bater cruzado e tirar o zero do placar.

2×0: Aos 40′, Bidu cruzou para área e Matheus França escorou para Romero, que dominou, girou e bateu colocado, no ângulo. Um golaço.

3×0: Aos 50′, Matheus Bidu lançou Giovane, que arrancou sozinho, invadiu a área e bateu na saída do goleiro para decretar o resultado.

ESCALAÇÕES

Corinthians: Cássio (Carlos Miguel); Fagner, Cacá (João Pedro), Gustavo Henrique (Raul Gustavo) e Hugo (Matheus Bidu); Raniele (Matheus França), Breno Bidon (Paulinho) e Rodrigo Garro (Guilherme Biro); Wesley (Pedro Henrique), Pedro Raul (Romero) e Yuri Alberto (Giovane). Técnico: António Oliveira

Londrina: Arthur; Thiago Ennes, Davi, João Maistro e Pedro Cacho; Rayan, Marthã, Riquelmy e Henrique; Everton Moraes e Iago Teles. Técnico: Emerson Ávila

To Top