Economia

Haddad agradece ao Senado e ressalta compromisso em aprovar regulamentação de tributária em 2024

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, agradeceu há pouco ao Senado o tratamento recebido pela pasta em relação as demandas da equipe econômica e disse estar “muito feliz” com o compromisso assumido pelo Congresso de entregar a regulamentação da reforma tributária sobre o consumo ainda neste ano, que tem o calendário desafiado em razão das eleições municipais. Na residência oficial do Senado, Haddad lembrou que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), quer votar o texto antes do recesso de julho, dando aos senadores a oportunidade de se debruçar sobre o tema no segundo semestre.

“Quero agradecer pela hospitalidade, assuntos são sempre muito delicados, mas agenda continua avançado e saio muito feliz do encontro com Lira em que declarou-se também um compromisso de votar, com todo cuidado que o assunto merece, antes do recesso de julho e dando oportunidade ao senado no segundo semestre, com as eleições que dificultam os trabalhos, poder aprovar a regulamentação e levar a sanção”, disse Haddad após entregar o primeiro projeto de regulamentação da tributária em mãos a Rodrigo Pacheco (PSD-MG). “Para nós é muito importante esse compromisso ser firmado, como aconteceu no ano passado”, completou.

O ministro ainda voltou a ressaltar que a reforma vai proporcionar um sistema mais racional, justo, eficiente e digital. “Podemos ter no Brasil um sistema inteiramente digital. Temos sistema bancário que é um dos mais modernos no mundo, se for aplicado a reforma tributária nas transações correntes do país, vamos poder digitalizar todo o comércio, todas as trocas, de maneira que recursos terão toda a transparência”, disse.

To Top