Benefícios

Pedido da aposentadoria no INSS quando é sozinho

meu inss no celular
rafastockbr / Shutterstock.com

Pedido da aposentadoria no INSS quando é sozinho Porém, o que também preciso te contar é que existe uma série de cuidados que precisam ser tomados para que isso não vire uma dor de cabeça para você. E, principalmente, você precisa estar ciente de que as coisas podem não sair conforme planejado. A aposentadoria pode ser indeferida, ou seja, negada pelo INSS ou, ainda, o valor a ser recebido pode ficar muito abaixo do esperado.

A razão disso é o fato das pessoas acreditarem que basta solicitar a aposentadoria no INSS e pronto, tudo resolvido! Mas será que é assim mesmo? Pensando nisso, separei 7 erros mais comuns que os segurados comentem ao buscarem suas aposentadorias sem ajuda profissional. Ao terminar a leitura, você estará apto a decidir se pedir aposentadoria sozinho é para você.

Neste conteúdo você verá? 

  1. Solicitar a aposentadoria a qualquer momento;
  2. Comparar seu caso com familiares, amigos e conhecidos sem conhecer o seu caso específico;
  3. Não escolher o tipo certo de aposentadoria e aceitar qualquer benefício sem analisar as vantagens financeiras;
  4. Não fazer um planejamento previdenciário ou cálculo de aposentadoria;
  5. Não conferir se o CNIS está completo de acordo com seus registros laborais;
  6. Ter período especial mas não solicitar a inclusão na hora do requerimento;
  7. Ter o benefício negado e acreditar que não tem direito a se aposentar.

Pedir aposentadoria sozinho é uma boa ideia? 

Todo o trabalhador pode pedir aposentadoria sozinho. Seja pela internet ou diretamente no próprio INSS. 

Porém, apenas solicitar o requerimento no instituto não lhe garante o benefício. É preciso estar atento à documentação necessária, se os requisitos exigidos foram cumpridos, se o tempo trabalhado é comum ou especial, se a Reforma da Previdência interfere de alguma maneira no pedido. 

Conquistar a tão sonhada e esperada aposentadoria é um momento muito importante para ser realizado às pressas e sem a devida atenção necessária. 

1 – Solicitar a aposentadoria a qualquer momento

Quando o assunto é aposentadoria, um mês pode fazer a diferença no valor do benefício. Ainda, um simples dia pode gerar indeferimento. 

Desta forma, pedir a aposentadoria a qualquer momento, sem ter a certeza de que é a hora certa, pode trazer prejuízos ao segurado.

Sem contar ainda que, o segurado que se aposentar muito cedo pode a incidência do fator previdenciário. Na grande maioria das vezes, esse fator diminui o valor da sua aposentadoria. E, ele  está diretamente ligado à sua idade. 

Desta forma, quando mais novo você for, maior será o fator previdenciário e menor o valor de sua aposentadoria. 

Outro ponto de atenção é o fato de que existem diversos tipos de aposentadoria no INSS. O segurado pode ter direito a mais de uma modalidade. 

Se você está pensando em se aposentar mas não tem certeza se é o momento certo, faça um cálculo previdenciário e entenda a sua situação atual antes de dar entrada com o pedido.

2 – Comparar seu caso com familiares, amigos e conhecidos sem conhecer o seu caso específico

Um erro clássico, porém também considerado grave.  O seu vizinho ou familiar tem a mesma idade que a sua, ou trabalhou o mesmo período que você. Isso significa que vocês poderão pedir o mesmo benefício e receber o mesmo valor? Não. 

Cada caso é único e tem dias particularidade. É preciso observar o tipo de trabalho, se teve insalubridade, se ficou algum período sem trabalhar, entre outros pontos específicos.

Se você pensa em pedir a aposentadoria sozinho,  não se deixe levar por achismos e comparações. 

3 – Não escolher a melhor aposentadoria e aceitar qualquer benefício sem analisar as vantagens financeiras

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, existe mais de um tipo de aposentadoria. Tem por idade, mista, rural, especial, por tempo de contribuição… Sem contar as regras de transição criadas com a Reforma da Previdência

O segurado, muitas vezes, cansado de trabalhar, busca solicitar a aposentadoria o mais rápido possível para descansar e aproveitar a vida.

Essa pressa, porém, pode refletir no valor do benefício. Esperar alguns meses pode dar uma boa diferença no valor final a ser recebido. Se você não sabe por onde começar, é possível encontrar planilha que simulam o tempo de contribuição do segurado. O próprio site do INSS possui uma calculadora gratuita. 

Esses materiais são apenas simulações para serem utilizadas de base. Caso falte qualquer registro no CNIS, ou tempo a ser convertido, o cálculo sairá incorreto. 

Optar por uma aposentadoria sem ela ser a ideal no seu caso é um grande erro. 

4 – Não fazer um planejamento previdenciário ou cálculo de aposentadoria

O momento de solicitar a aposentadoria pode revelar alguns problemas e gerar algumas dores de cabeça. 

A razão disso é o fato de que muitos trabalhadores não contribuíram corretamente ao INSS. Ou, ainda, ficou algum período sem pagar, não tem a documentação necessária, entre outras questões. 

Tanto o planejamento de aposentadoria quanto o cálculo previdenciário são serviços indicados para o segurado que deseja entender o melhor momento de se aposentar. 

A diferença entre eles está na complexidade do serviço. Cada escritório de advocacia pode ter suas particularidades. 

Aqui na Carbonera & Tomazini Advogados, o planejamento é indicado para profissionais liberais e autônomos, que possuem maior controle de suas contribuições. Esse planejamento pode ser feito anos antes da possível data de se aposentar. 

Já o cálculo de aposentadoria ou previdenciário, é indicado para aquele segurado que já está em vias de se aposentar mas não sabe se já pode solicitar o benefício, se cumpriu os requisitos exigidos e qual tipo é o mais indicado em seu caso. 

5 – Não conferir se o CNIS está completo de acordo com seus registros laborais

O CNIS é o documento que consta todos os registros laborais do trabalhador. Todo período que você trabalhou na sua vida devem constar nesse documento.

Infelizmente, é comum o CNIS estar com falhas no INSS. Se isso acontecer, o período não será contabilizado para fins de aposentadoria. 

Por isso que pode acontecer de o trabalhador já ter cumprido os requisitos da aposentadoria, mas, na calculadora do INSS diz que não.  E, são poucas as pessoas que tem esse cuidado de conferir os registros da carteira de trabalho com os CNIS.  Você já fez essa conferência?

Se você busca pedir sua aposentadoria sozinho, confira o CNIS. Caso tenha qualquer erro, corrija antes de dar entrada com o benefício.

6 – Ter período especial mas não solicitar a inclusão na hora do requerimento 

Se o segurado, ao longo de sua vida laboral, trabalhou em contato com agentes nocivos, é possível solicitar a aposentadoria especial. Ou, ainda, solicitar a conversão desse tempo especial em comum. 

O problema aqui é que o INSS não converte esse tempo automaticamente. Então, se você tem algum período em atividade especial, será preciso informar ao INSS no momento do requerimento. 

Sabia que o período em atividade especial pode gerar um aumento no tempo de contribuição do segurado? No caso da mulher, esse tempo pode aumentar 20% e, no caso do homem, 40%. 

7 – Ter o benefício negado e acreditar que não tem direito a se aposentar

O segurado que deseja pedir aposentadoria sozinho no INSS deve ter em mente que existe a possibilidade do pedido ser negado. 

Mas isso não significa que você não tenha direito a se aposentar. Muitos trabalhadores acabam desistindo do direito após receber a negativa.  Nunca desista do seu direito.

Caso o benefício seja negado, busque entender o motivo da negativa para que possa ser dado o próximo passo. 

Considerações Finais

Se você chegou até aqui, entendeu que pedir a aposentadoria sozinho é possível mas é necessário ter cuidado e atenção para não cometer um dos erros que comentamos. 

A aposentadoria é um momento muito importante na vida de todo o trabalhador. Afinal foram anos de trabalho para chegar o tão aguardado momento de descansar. 

Por isso, não deixe de lado algo que você demorou uma vida inteira para conquistar. 

Solicitar a aposentadoria pode trazer dores de cabeça ao trabalhador. Por isso, o indicado é buscar um advogado especialista em direito previdenciário para fazer um atendimento personalizado focado no seu caso. 

A Carbonera & Tomazini Advogados conta com advogados especializados em aposentadorias. Contamos com 6 filiais em 3 estados brasileiros e um Escritório de Advocacia Online que atende todo o Brasil. Origem https://www.carboneraetomazini.com.br/

To Top