Esporte

Ayrton Senna é homenageado em Interlagos e Las Vegas, por pilotos e equipes da Fórmula 1

Nesta quarta-feira, o mundo do automobilismo e fãs estão rendendo homenagens a Ayrton Senna, que morreu há exatos 30 anos em um acidente durante o Grande Prêmio de San Marino, disputado em Ímola, na Itália. Herói de tantos brasileiros, o tricampeão mundial de Fórmula 1 deixou um legado de idolatria para além das pistas.

No Autódromo de Interlagos, mais de 10 mil pessoas se reuniram pela manhã para provas de cinco, dez e 21 quilômetros de pedestrianismo, na 19ª edição da Ayrton Senna Racing Day. No palco em que Senna venceu duas vezes o Grande Prêmio do Brasil e desenvolveu sua paixão pelo automobilismo, foram montadas exposições de itens pessoais do piloto nos boxes e nos camarotes, acima do paddock.

Entre os itens exibidos estão capacetes, macacões e tênis. Os participantes, ao fim da prova, receberam medalhas para comemorar o feito. Durante o evento, o “tema da vitória”, trilha sonora que acompanhou as vitórias de Senna na Fórmula 1, ecoou no autódromo paulistano. Também foram distribuídos copos de água e frutas para hidratação e alimentação dos participantes.

Em Las Vegas, a Sphere Arena, centro de shows e grandes eventos que conta com o maior painel de LED do mundo, exibe o capacete de Senna, em uma iniciativa da Senna Brands e do Guaraná Antarctica. A homenagem durará até o dia 7 de maio, alternando com outras exibições na supertela de 112 metros de altura e 157 metros de largura.

Nas redes sociais, também foram publicadas diversas lembranças sobre o tricampeão mundial. A página da Fórmula 1, por meio de um vídeo e de uma entrevista com a irmã de Senna, Viviane, recordou o sucesso do brasileiro nas pistas. “Ele tinha uma energia diferente, que conectava as pessoas e conecta até hoje. A maior conquista dele talvez tenha sido o amor das pessoas, que são transportadas para esse outro mundo onde o tempo não passa e é eterno”, disse Viviane.

A McLaren, equipe em que Senna faturou seu três títulos mundiais na Fórmula 1, escreveu que Ayrton foi “um ícone que estará para sempre em nossos corações”. Rival nas pistas, Alain Prost mostrou que nem mesmo as desavenças do passado apagam os bons momentos que teve ao lado do brasileiro. “Teria sido bom rir novamente hoje juntos”, publicou o francês. A Williams, última escuderia do tricampeão, postou que “Senna estará sempre em nossos corações”.

To Top