Economia

Na Espanha, BBVA estabelece termos de proposta de fusão com banco o rival Sabadell

O Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (BBVA) estabeleceu os termos de sua proposta de fusão com o rival menor Banco de Sabadell, como parte dos planos para criar uma das maiores instituições financeiras da Europa. O credor espanhol disse, em uma carta endereçada ao Conselho de Administração do Sabadell, que uma união criaria um gigante bancário com mais de 1 trilhão de euros em ativos e mais de 100 milhões de clientes em todo o mundo.

O banco resultante seria o número 1 em ativos na Espanha e estaria entre os maiores da Europa, com a ambição de se tornar o maior banco por capitalização de mercado na zona do euro.

O BBVA e o Sabadell já contemplaram uma fusão anteriormente. Em 2020, as negociações foram canceladas após divergências sobre preços.

Agora, o BBVA disse que ofereceria uma ação recém-emitida para cada 4,83 ações do Sabadell, uma relação de troca que representa um prêmio de 30% sobre os preços de fechamento do BBVA e do Sabadell em 29 de abril.

Os acionistas do Banco Sabadell teriam uma participação de 16% no grupo após a fusão.

O BBVA disse que o acordo também beneficiaria seus acionistas existentes, aumentando os lucros por ação a partir do primeiro ano após a fusão, oferecendo um retorno sobre o capital investido próximo a 20% e gerando uma economia de aproximadamente 850 milhões de euros antes dos impostos.

A presença do Sabadell no Reino Unido expandiria a escala e as operações do BBVA no México, na Turquia e na América do Sul. O BBVA disse que o grupo resultante seria mais lucrativo e mais bem equipado para atingir mais clientes, especialmente em termos de ativos, empréstimos e depósitos. Fonte: Dow Jones Newswires.

To Top